Estado-Maior Conjunto realiza simulação de EVAM em ações de Garantia da Lei e da Ordem

No treinamento, foi simulado que um militar foi gravemente atingido por disparo de arma de fogo

Militares do Hospital de Força Aérea do Galeão (HFAG) e do Esquadrão Puma (3º/8º GAV) realizaram um treinamento de Evacuação Aeromédica (EVAM) para casos de acionamento nas operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) em apoio ao Plano de Nacional de Segurança, no Rio de Janeiro (RJ). As operações são coordenadas pela Célula de Operações Aeroespaciais (COA) do Centro de Coordenação de Operações (CCOP).

No treinamento, foi simulado que um militar foi gravemente atingido por disparo de arma de fogo, em zona de atuação da equipe de GLO. A vítima, resgatada pela equipe do 3°/8º GAV, recebeu o primeiro atendimento ainda no local e foi transportada pela aeronave de asas rotativas.

“Nesse exercício, tudo é avaliado, além da capacidade da aeronave, o tempo de acionamento até a chegada ao hospital, a melhor forma de colocar e retirar a vítima para o deslocamento, a comunicação devido ao barulho dentro do helicóptero e até mesmo a disposição interna da tripulação para facilitar o atendimento emergencial que se faça necessário em voo”, comentou o piloto, Tenente Aviador Ramatis Bozz, que avaliou o entrosamento entre a equipe médica, a equipe de voo e o hospital como o maior desafio da missão.

De acordo com a Capitão Médica Carla Silvestre, a simulação transcorreu dentro do previsto. “Estamos acostumados a cumprir alertas de Busca e Salvamento. Mais uma vez, conseguimos realizar um treinamento com atendimento e procedimentos necessários”, destacou.

Já no HFAG, o chefe da emergência, Major Médico Ney Franklin Junior, reuniu a equipe para uma avaliação, em que falou sobre a importância do Atendimento Pré-Hospitalar (APH) tático, ou seja, em zonas de conflito. “Um dos itens mais importantes é o militar se manter vivo e evitar situações em que ele possa se tornar mais uma vítima. O maior desafio de resgates em zona de conflito é terminar a missão com a integridade física da equipe de resgate e das vítimas intactas”, ressaltou.

A médica do Esquadrão passa as informações sobre a vítima para a médica do HFAG

O chefe do Estado-Maior Conjunto das operações de GLO em apoio ao Plano de Nacional de Segurança no Rio de Janeiro, Coronel Aviador João Lúcio Veiga, explicou que as operações de EVAM fazem parte da missão atribuída à Força Aérea Brasileira (FAB), assim como ao Exército Brasileiro (EB) no contexto da intervenção federal na segurança pública do Estado do Rio de Janeiro.

“Essa missão precisa ser treinada para garantir o resgate do ferido e a integridade de todos os envolvidos. Poderia ser real, então, faz-se necessário que a coordenação, a tripulação e a equipe médica estejam em perfeita sintonia para um melhor atendimento às demandas. O treinamento foi executado com sucesso”, declarou o Coronel Veiga.

Chefe da emergência do HFAG faz debrifim para a equipe do hospital

Fotos: Tenente Camille Barroso

(CECOMSAER/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>