Exército Brasileiro promove Câmara Temática voltada para colecionador, atirador, caçador e instrutor de tiro

Brasília (DF) – A Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC) do Exército Brasileiro promoveu, nessa quarta-feira, dia 3 de outubro, na sala de videoconferência do Comando Logístico (COLOG), em Brasília, a 3ª Reunião de Câmara Temática do Conselho Consultivo do Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados (SisFPC). O tema da reunião foi voltado para colecionadores, atiradores, caçador (CAC) e instrutores de tiro.

Esses encontros têm proporcionado maior participação dos usuários e representantes de empresas que lidam com produto controlado pelo Exército (PCE), além de contribuir com o fortalecimento dos laços institucionais e incremento qualitativo dos serviços executados em prol do Brasil.

Entre os assuntos tratados estavam: aquisição de armas e munições, estoques de munições nos clubes de tiro e federações, projeto olímpico, criação de um novo planejamento para redução de burocracia, regulamentação da atividade de prestação de serviços (capacitação para o uso de armas de fogo) para pessoas físicas e jurídicas e aquisição de munição para competições internacionais e nacionais de tiro.

O evento foi realizado em forma de debate, em que os convidados participavam tirando dúvidas e apresentando sugestões diante de cada tópico apresentado. As demandas da reunião foram enviadas pelos usuários.

A primeira edição do evento ocorreu no início de julho deste ano, e foram discutidas tecnologias, procedimentos e normativas que possam auxiliar o controle e o rastreamento de explosivos e seus assessórios, além de contribuir para mudanças na legislação. Já na segunda edição, que também aconteceu no mês julho, os temas abordados foram: marcação de munições, rastreabilidade e assuntos correlatos.

Paralelo a essa atividade, a DFPC tem desenvolvido um trabalho contínuo de orientação e fiscalização voltado para CAC e clubes de tiro. A última operação nominada “Impacto”, ocorreu de dia 24 a 27 de julho deste ano. Ela, como todas as operações de fiscalização de PCE, visam, dentre outros objetivos, coibir desvios de armas e munições para uso ilícito e garantir que as entidades e os usuários vinculados ao Exército Brasileiro estejam seguindo as normas em vigor.

Operações como essa impactam diretamente na segurança pública nacional, contribuindo para o incremento da segurança e do bem-estar da sociedade brasileira. Além disso, visa promover laços de colaboração e troca de experiências, ampliando, assim, a qualidade dos serviços prestados pelo SisFPC.

(CCOMSEX/FM)

 

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>