Exército no combate ao mosquito Aedes Aegypti em Pernambuco

Exército no combate ao mosquito Aedes Aegypti em Pernambuco

Recife – O Nordeste do Brasil encontra-se em situação crítica com a crescente incidência de problemas de saúde provocados pelo mosquito Aedes aegypti. O alerta já foi dado e o Exército Brasileiro (EB), mais uma vez, apresentou pronta resposta. Além de dengue,chikungunya zika, doenças que vêm assolando especialmente o povo pernambucano, o Ministério da Saúde confirmou a relação entre o zika vírus e o surto de microcefalia. A necessidade de intervir é imediata. Consequentemente, o Governador do Estado e o Prefeito de Recife decretaram, no último domingo, 29 de novembro, estado de emergência e solicitaram apoio do Governo Federal.

DOENCAS 1

Ontem, 30 de novembro, os Ministros da Saúde e da Integração Nacional, o Comandante Militar do Nordeste, General de ExércitoManoel Luiz Narvaz Pafiadache, o Governador de Pernambuco e mais 150 prefeitos de todo o Estado reuniram-se para estabelecer um plano emergencial de ação. Na tarde de hoje, 1º de dezembro, ações efetivas para o combate ao mosquito estão sendo definidas em nova reunião entre o Comando Militar de Área e o Secretário de Saúde.

Uma ação conjunta da sociedade e do poder público torna-se essencial para conter a proliferação das doenças. O EB, por intermédio do Gen Pafiadache, já informou que dispõe, neste momento, de duzentos e cinquenta militares capacitados para reforçar as equipes de agentes de vigilância ambiental. Trata-se de um trabalho incessante de conscientização dos moradores, a fim de identificar e reduzir, ao máximo, os criadouros do Aedes aegypti, evitando a sua reintrodução em outras áreas. Com a participação dos militares, o acesso às residências torna-se mais fácil, já que as Forças Armadas desfrutam de elevado índice de confiança da sociedade.

Diante da situação de extrema gravidade, inicia-se uma verdadeira força-tarefa para garantir a saúde pública. O EB, com reconhecida organização e capacidade de gerir recursos humanos e material para pronto emprego em ações emergenciais, não medirá esforços para auxiliar os órgãos estaduais e municipais em prol da população.

(CCOMSEX/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *