Exército promove estágio sobre módulo de abastecimento de combustível em região da Amazônia Oriental

Macapá (AP) – A Diretoria de Material (D Mat) do Exército Brasileiro promoveu um estágio de capacitação de recursos humanos para manutenção e operação de Módulos de Abastecimento de Combustível, na sede do Comando de Fronteira do Amapá/34º Batalhão de Infantaria de Selva (C F Amapá/34º BIS). O módulo dá flexibilidade às unidades no armazenamento de combustível, porque ele é semimóvel, podendo ser utilizado numa instalação fixa dentro do quartel ou ser transportado e operado em outro local, durante operações e exercícios militares, por exemplo.

Participaram da capacitação militares do 34º BIS, do 24º Batalhão de Infantaria de Selva, de São Luís (MA) e do 23º Esquadrão de Cavalaria de Selva, de Tucuruí (PA). De acordo com o Coronel Paulo Sérgio Pedroza Mendes, Assessor Logístico de Classe IX (Motomecanizado Não-Blindado) da D Mat, o Exército começou a implementar os módulos em 2012, tendo atualmente mais de 100 equipamentos desse tipo espalhados nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. “A gente busca capacitar os militares não apenas como operadores do módulo, mas para que eles tenham capacidade de fazer manutenção e cuidarem para que esse módulo dure o tempo necessário, previsto na vida útil dele”, acrescentou.

A operação dos módulos, a manutenção, os cuidados com o meio ambiente e com a segurança foram os principais temas do estágio, abordados de forma teórica e prática. Uma outra vantagem de utilização do equipamento, que possui modelos com tanque com capacidade para 5 ou 15 mil litros de combustível, é que ele não precisa de licença ambiental para funcionar.

O módulo de abastecimento possui uma bacia de contenção e bandejas para coletar resíduos, evitando contaminar o meio ambiente. Uma das instrutoras do estágio, a Tenente Rafaella Anselmo Joanitti, engenheira ambiental na Diretoria de Patrimônio Imobiliário e Meio Ambiente (DPIMA),  explicou que os procedimentos corretos na operação e na manutenção do equipamento previnem o contato dos resíduos com o solo e com águas superficiais ou subterrâneas. “Falamos nas instruções sobre conscientização ambiental, porque o produto com o qual eles trabalham – o combustível, é muito nocivo ao meio ambiente, e requer cuidados especiais. Além do módulo, falamos sobre os cuidados ambientais também nos postos de combustíveis fixos nas unidades, especificamente dos procedimentos de descarte desses resíduos”, reforçou. A utilização de equipamento de proteção individual durante certos procedimentos e medidas preventivas de segurança são enfatizadas durante o estágio para que os operadores saibam como evitar acidentes.

(CCOMSEX/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>