Warning: mysqli_set_charset(): Error executing query in /var/www/html/folhamilitaronline.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 792

FAB participa de intercmbio sobre operaes espaciais nos Estados Unidos e Canad

O objetivo promover o desenvolvimento e a autonomia nacionais por meio de tecnologias espaciais

Representantes da Fora Area Brasileira (FAB) participam entre os dias 10 e 20 de setembro de um intercmbio nos Estados Unidos e Canad sobre operaes espaciais. A atividade faz parte das aes do Ncleo do Centro de Operaes Espaciais Principal (NuCOPE-P) e discutir um acordo de compartilhamento de conscincia situacional espacial, alm de permitir o conhecimento da estrutura dos centros de operaes espaciais. O objetivo promover o desenvolvimento e a autonomia nacionais por meio do domnio de tecnologias sensveis, com foco no setor espacial.

FAB participa de intercambio sobre operacoes

A vastido da rea martima e das nossas fronteiras faz com que os sistemas espaciais sejam a nica soluo tecnolgica para comunicaes e sensoriamento em grande parte do nosso territrio, afirma o Comandante do NuCOPE-P, Coronel Hlcio Vieira Junior. O militar explica ainda que o acordo de compartilhamento possibilitar que a FAB possa desviar seus satlites de potenciais colises com o chamado lixo espacial e otimizar os recursos humanos e financeiros ao utilizar solues j testadas por outros pases.

O intercmbio compe as atividades necessrias criao e ativao do Centro de Operaes Espaciais e do Centro de Operaes Espaciais Secundrio. Os Centros tero como misso controlar e empregar Sistemas Espaciais de interesse do Ministrio da Defesa (MD) para aumentar a efetividade e a eficcia das Foras Armadas. Representantes da Marinha e do Exrcito tambm participam do evento.

Desde outubro de 2013, o NuCOPE-P desenvolve atividades para a implantao dos Centros de Operaes Espaciais e capacitao profissional. Dois militares do Ncleo participam do programa de transferncia e absoro de tecnologia do Satlite Geoestacionrio de Defesa e Comunicaes Estratgicas, trabalhando na construo do equipamento que ser lanado em 2016. Isto permitir que o NuCOPE-P possa operar o satlite com mais segurana, pois saber detalhes sobre o seu funcionamento, alm de capacitar o Brasil e ajudar a posicion-lo em um seleto grupo de pases que dominam o ciclo espacial, explica o Comandante.

(CECOMSAER/ FM)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *