Força de Submarinos recebe comitiva da ADESG-MG

Força de Submarinos recebe comitiva da ADESG-MG

No dia 11 de novembro, a Força de Submarinos (ForS) recebeu a visita de 17 representantes da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra de Minas Gerais (ADESG-MG) com o objetivo de evidenciar as principais atividades desenvolvidas pela Marinha do Brasil por meio da ForS e seus meios operativos, para significativos formadores de opinião social.

Comitiva observa os equipamentos do GRUMEC
Comitiva observa os equipamentos do GRUMEC

Após as boas-vindas proferidas pelo Comandante da Força de Submarinos, Contra-Almirante Oscar Moreira da Silva Filho, e a exibição do vídeo institucional da ForS, no auditório do Centro de Instrução e Adestramento Almirante Átilla Monteiro Aché (CIAMA), a comitiva foi dividida em dois grupos para visitas simultâneas aos meios da ForS.

Grupo inicia visita ao Navio de Socorro Submarino “Felinto Perry”
Grupo inicia visita ao Navio de Socorro Submarino “Felinto Perry”

Em um primeiro momento, foram visitados os treinadores de ataque e imersão, simuladores nos quais os submarinistas aperfeiçoam suas habilidades nas manobras de ataque e controle de plataforma, além do Centro Hiperbárico, onde os mergulhadores saturados da Marinha do Brasil são formados e adestrados. Na segunda etapa da visita, os diplomados da ADESG-MG conheceram o Submarino “Timbira” e o Navio de Socorro Submarino “Felinto Perry”, quando puderam observar os principais sistemas e equipamentos que compõem os navios, e passaram ainda pelo Grupamento de Mergulhadores do Combate, que recebeu os visitantes com um estande repleto de equipamentos empregados nas práticas de operações especiais.

Estagiários da ADESG-MG posam para foto oficial no encerramento da visita
Estagiários da ADESG-MG posam para foto oficial no encerramento da visita

Ao término da programação, o Delegado da ADESG-MG, Inácio Loiola, expressou os agradecimentos pela visita: “Ficamos impressionados com a estrutura da ForS e de seus meios subordinados. Além disso, pudemos perceber como essa Força centenária opera em favor dos interesses do Brasil na defesa da Amazônia Azul”.

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *