Forças Armadas brasileiras colaboram na busca do submarino argentino

Brasília (DF) - Um submarino argentino, que transportava 44 tripulantes, está desaparecido desde a quarta-feira (15).  O ARA San Juan se perdeu em algum ponto do mar Argentino, na altura do golfo de San Jorge, quando ia da Base Naval Ushuaia, no sul do país, ao seu atracadouro habitual, na Base Naval de Mar del Plata.

O Ministro da Defesa, Raul Jungmann, autorizou o apoio das Forças Armadas brasileiras às buscas e determinou que fossem empregados todos os esforços para contribuir com o sucesso nas buscas ao submarino.

Já no sábado (18), o Brasil mobilizou três embarcações da Marinha, o Navio Polar Almirante Maximiano, que se deslocava para Estação Antártica Comandante Ferraz ; a Fragata Rademaker, que regressava de uma Operação com a Armada do Uruguai; e o Navio de Socorro Submarino Felinto Perry, que desatracou da Base Almirante Castro e Silva, localizada no Rio de Janeiro.
O navio Almirante Maximiliano chegou na manhã de domingo (19), à área onde o submarino deu seu último sinal de rádio, comunicando-se com o Navio de Apoio Logístico da Armada da Argentina Patagônia, mas as ondas estão altas – 6 metros -, o que dificulta a busca, inclusive de avião.
A Força Aérea Brasileira também está colaborando com o envio de duas aeronaves, uma aeronave SC-105 Amazonas (busca e salvamento – SAR) e P-3AM Orion (patrulha).
Em mensagem ao presidente argentino, Mauricio Macri, o presidente Michel Temer reafirmou a plena disposição do Brasil em cooperar no que for preciso para auxiliar nesta busca. “Também no Brasil é grande a apreensão em torno do desaparecimento do submarino ARA San Juan. Conte com nossa total solidariedade, que peço transmitir às famílias dos tripulantes”.
Foto: Divulgação Marinha Argentina
(MD ASCOM/FM)
Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>