Forças Armadas disponibilizam posto de vacinação em Belém

Forças Armadas disponibilizam posto de vacinação em Belém

Nesta quarta-feira (5), militares das Forças Armadas vão disponibilizar mais um posto de vacinação contra a Covid-19, em Belém. Em apoio à Secretaria Municipal de Saúde da capital paraense, a ação vai ocorrer até quinta-feira (6), em frente à Unidade Médico Integrada (UMI) da Marinha, no Complexo Naval Val-de-Cães, Rua Comandante Didier, 2184.

O posto seguirá o cronograma dos demais 20 pontos da Secretaria de Saúde de Belém, com horário de atendimento das 9h às 17h. Coordenados pelo Comando Conjunto Norte (CCjN), os militares, da Marinha, Exército e Aeronáutica, montarão a estrutura, farão a triagem e a aplicação das doses da vacina em conjunto com os agentes de saúde. O sistema de atendimento será em barracas de campanha e não haverá drive-thru.

A aplicação da vacina segue determinação do calendário da Secretaria de Saúde de Belém. No dia 5, serão vacinadas pessoas com 59 anos, nascidos em 1962, que tenham comorbidades; e, no dia 6, adultos com 58 anos, nascidos em 1963, com comorbidades.

Para ser imunizado, é preciso ter em mãos o comprovante de residência, documento de identificação e, caso tenha, a carteira do Sistema Único de Saúde. Para quem possui comorbidade, é preciso apresentar cópia do laudo, atestado ou receita médica para comprovação.

Descontaminação
Nessa segunda-feira (3), militares do Comando Conjunto Sudeste (CCSE) descontaminaram o Aeroporto Estadual Dr. Leite Lopes, de Ribeirão Preto, em São Paulo.

20210504_descontaminação.jpeg

Foram empregados na ação 10 militares do 13º Regimento de Cavalaria Mecanizado (13º RC Mec), de Pirassununga, no mesmo estado. Na atividade, foi utilizado uma solução de hipoclorito de sódio para sanitizar áreas de grande circulação de pessoas, além de álcool 70% para higienizar superfícies, como corrimãos, cadeiras e balcões.

Operação Covid-19
O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate ao novo coronavírus. Nesse contexto, foram ativados 10 Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas podem ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determina a melhor forma de atendimento.

Com informações dos Comandos Conjuntos do Norte e Sudeste
Fotos: Arquivo/Forças Armadas

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *