Forças Armadas participam de repatriação de brasileiros vindos da Bolívia

Forças Armadas participam de repatriação de brasileiros vindos da Bolívia

Brasileiros que estão no exterior continuam sendo repatriados pelo governo brasileiro com apoio das Forças Armadas, na Operação COVID-19. Nesse último final de semana, mais seis ônibus vindos da Bolívia chegaram a Corumbá (MS). Até terça-feira (14), estava prevista a chegada de mais oito ônibus com brasileiros que estão na Bolívia e não conseguiram regressar ao Brasil, devido à pandemia do novo Coronavírus.

esta imagem não possui descrição

Em Corumbá (MS), foi montada uma estrutura pelo Exército Brasileiro (EB) para efetuação de triagem, onde são avaliadas as condições de saúde dos passageiros; realizados procedimentos de esterilização individual, de roupas, calçados e bagagens; assim como verificada a temperatura corpórea e conferida a documentação individual e controle aduaneiro de mercadorias. Além do apoio das Forças Armadas, a ação, que é coordenada pelo Ministério das Relações Exteriores, conta com parceria no Estado, da Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e Anvisa.

esta imagem não possui descrição

A grande maioria dos brasileiros vindos das cidades bolivianas são estudantes de medicina ou recém-formados. De Corumbá (MS), eles seguem viagem para diversas cidades brasileiras, sendo Campo Grande (MS) e São Paulo (SP) os principais destinos.

Por conta da pandemia, a Bolívia decretou estado de emergência e fechou as fronteiras desde o dia 19 de março. De acordo com o último boletim do Ministério da Saúde Boliviano, do dia 12 de abril, o país tem 330 casos confirmados de pessoas com Coronavírus. As regiões mais afetadas são justamente onde vive a maioria dos brasileiros no país, Santa Cruz de La Sierra (163), La Paz (73) e Cochabamba (52). Até o momento, 1.400 brasileiros que se encontravam na Bolívia já foram repatriados.

esta imagem não possui descrição

A Força Aérea Brasileira (FAB) também vem atuando no apoio aos resgates de brasileiros no exterior. A última missão foi no final de março, em Cuzco, no Peru, onde duas aeronaves C-130 Hércules realizaram o resgate de 66 brasileiros que se encontravam retidos no país vizinho.

Operação Covid-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à Covid-19. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando Aeroespacial (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia e recebeu o nome de Operação Covid-19. Até o momento, são mais de 27 mil militares envolvidos na ação, utilizando 816 viaturas, 71 embarcações e 26 aeronaves.

Para conhecer mais sobre as ações, acesse o hotsite da Operação Covid-19.

Para acessar fotos da Operação Covid-19, visite o Flickr da Operação.

Por Tenente Franklin

(MD ASCOM/FM)

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *