Governo brasileiro manifesta pesar pela morte de militar no Haiti

Brasília, 20/10/2016 – O governo brasileiro, por meio do Ministério das Relações Exteriores, manifestou “aos familiares e aos colegas” do sargento Vicente Medeiros os sentimentos pela morte do militar, em Les Cayes, no Haiti. O sargento integrava a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH) e faleceu no momento em que prestava assistência às populações atingidas pelo furacão Matthew.

Na cidade de Praia, Cabo Verde, onde participou de cerimônia de posse do presidente daquele país, Jorge Carlos Fonseca, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, também manifestou condolências à família do militar. “Foi com tristeza que recebemos a notícia do falecimento do sargento Vicente Medeiros. O governo brasileiro dará toda atenção aos familiares e parentes do militar”, afirmou.

De acordo com o Itamaraty, em nota à imprensa, a Embaixada do Brasil em Porto Príncipe está trabalhando com a MINUSTAH para facilitar junto às autoridades haitianas as providências de traslado do corpo.

“Ao expressar seu profundo pesar, o governo brasileiro reitera seu compromisso de longo prazo com o Haiti e a MINUSTAH”, diz a nota.

Em Porto Príncipe, outra nota de pesar foi divulgada. Desta vez pelo BRAENGCOY que informou “o falecimento do sargento Vicente Medeiros, que servia no HCE/RJ, às 13h30 do dia 17 de outubro, vítima de uma provável parada cardiorrespiratória, enquanto trabalhava no socorro às vítimas do Furacão Matthew na região sudoeste do Haiti”.

Ainda de acordo com o texto, o referido militar foi encontrado desacordado no local de trabalho, na base do contingente brasileiro na cidade de Les Cayes. O sargento recebeu o atendimento da equipe médica local e foi transferido em helicóptero para um hospital militar especializado em Porto Príncipe, porém não resistiu.

Ainda segundo a nota, “antes de ir para a Missão de Paz no Haiti, o sargento Vicente passou por todos os treinamentos previstos, bem como, submeteu-se aos exames físicos, médicos e psicológicos exigidos. Durante todo seu tempo de permanência na Companhia, o referido militar sempre desempenhou suas atividades sem queixas, nem nada que o desabonasse”.

O texto informa que “serão instaurados os procedimentos investigativos pertinentes, dentro das normas da ONU e do Brasil, com finalidade de esclarecer o ocorrido”.

“Neste momento, a BRAENGCOY manifesta as condolências à família do sargento Vicente que, cumprindo a missão que a sociedade e o Exército lhe confiou, deu a própria vida, trabalhando para garantir o desenvolvimento e o bem-estar do povo haitiano”, conclui.

(MD ASCOM / FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *