Governo brasileiro manifesta-se sobre primeiro turno das eleições no Haiti

Governo brasileiro manifesta-se sobre primeiro turno das eleições no Haiti

Brasília, 11/08/2015 – O Governo brasileiro, em nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE), saudou o Haiti pela realização do primeiro turno das eleições legislativas do país. Além disso, felicitou a população pela participação no pleito, que aconteceu no domingo (9). O documento não deixou de fazer referência “ao trabalho realizado pela Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah)”.

Militares brasileiros irão assegurar, também, as próximas etapas das eleições do Haiti
Militares brasileiros irão assegurar, também, as próximas etapas das eleições do Haiti

 “Ao mesmo tempo em que reconhece os esforços do Governo haitiano, do Conselho Eleitoral Provisório e da Polícia Nacional Haitiana, o Governo brasileiro lamenta os incidentes que causaram a perda de vidas e a interrupção da votação em algumas zonas eleitorais”, diz a nota.

Ainda segundo o informe, o Brasil mantém a expectativa de que as autoridades competentes do Haiti investiguem estes acontecimentos e levem os responsáveis à justiça. “O Governo Brasileiro exorta todos os atores políticos a aguardar pacificamente os resultados do primeiro turno, respeitando as diretrizes e o calendário estabelecidos pelas instituições haitianas competentes.”

As próximas fases do processo eleitoral haitiano vão contar com o apoio dos homens e mulheres brasileiros que integram a Minustah. Atualmente, o componente militar é comandado pelo general José Luiz Jaborandy Junior e possui 982 praças e oficiais, ademais de oito policiais.

Missões de Paz

A Minustah foi criada pela Resolução do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), em fevereiro 2004, para restabelecer a segurança e normalidade institucional do país após sucessivos episódios de turbulência política e violência, que culminaram com a partida do então presidente, Jean Bertrand Aristide, para o exílio.

O Brasil comanda as forças de paz no Haiti, que tem a participação de tropas de outros 15 países, mantendo na ilha um efetivo de capacetes azuis da Marinha, do Exército e da Força Aérea.

A participação dos militares brasileiros é reconhecida pelo povo haitiano e por autoridades internacionais pela desenvoltura com que combinam funções militares, como o patrulhamento, com atividades sociais e de cunho humanitário.

A presença da missão assegurou a realização de eleições presidenciais em 2006 e 2010, com passagem pacífica do poder. A Minustah também atuou no esforço de reconstrução do Haiti após o terremoto devastador de janeiro de 2010.

Confira a íntegra da nota divulgada na segunda-feira (10) no site do MRE.

Foto: Gilberto Alves

(MD ASCOM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *