HFA realiza Capacitação para Integrantes dos Programas de Residência Médica e de Instrução em Serviço

HFA realiza Capacitação para Integrantes dos Programas de Residência Médica e de Instrução em Serviço

As Divisões de Ensino e de Apoio e Coordenação da Direção Técnica de Ensino e Pesquisa do Hospital das Forças Armadas (HFA) realizaram o Curso on-line de Introdução à Metodologia da Pesquisa Científica. O treinamento ocorreu nos dias 13, 20 e 27 de julho e 3 de agosto.

A capacitação teve por finalidade oferecer conhecimentos teóricos e práticos aos preceptores, supervisores e discentes dos Programas de Residência Médica e de Instrução em Serviço (PIS), sobre a construção do projeto de pesquisa, dos métodos, dos princípios éticos e demais assuntos relacionados ao processo de desenvolvimento da produção intelectual e da aplicabilidade da metodologia científica no âmbito do HFA.

A metodologia da pesquisa cientifica busca entender a relação entre o objeto de pesquisa e o participante, analisando os problemas identificados e as respectivas aplicações em meio às alterações ambientais.

Nas pesquisas científicas aplicam-se procedimentos metodológicos, sistemáticos e racionais, que mostram os caminhos de uma solução para algum problema como, por exemplo, estudos que têm por escopo a vacina para imunização de quaisquer doenças, utilizando vários protocolos, métodos e testes, até alcançar a eficácia esperada. No decorrer da execução da pesquisa, conhecimentos são gerados e registrados, com a possibilidade de serem divulgados por meio de artigos científicos.

Durante a capacitação, coordenada pelo Brigadeiro Médico Geraldo José Rodrigues, Diretor Técnico de Ensino e Pesquisa do HFA, foram apresentados temas como a importância da normatização para trabalho científico, tipos de pesquisas e estudos na área de saúde.

“A principal motivação é a oportunidade de relembrar aos alunos do Programa de Residência, do PIS, e, aos demais interessados, os preceitos fundamentais da formulação dos projetos de pesquisa e da produção de trabalhos científicos, uma vez que o sucesso das pesquisas está intimamente relacionado com a aplicação correta dos métodos mais consagrados de investigação científica, sem os quais os resultados obtidos podem ser questionados ou mesmo invalidados por outros argumentos mais pragmáticos”, enfatizou o Brigadeiro Geraldo José.

No decorrer da capacitação, o Coronel Farmacêutico Nilceu José Oliveira, membro do Comitê de Ética em Pesquisa do HFA, explanou sobre o Comitê de Ética em Pesquisa, destacando a importância e os protocolos de pesquisa. Já a Tenente Thais Ribeiro Moraes Marques, do Comando de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército, falou sobre metodologia de pesquisa.

Na ocasião, ainda foi realizada mesa redonda sobre pesquisa na área da saúde, tendo como mediadora a Major Adriana Pinheiro, Chefe da Divisão de Pesquisa do HFA, que contou com as participações do Professor Doutor Ricardo Titze e da doutora Simoneide Titze, ambos da Universidade de Brasília (UnB); e dos médicos Pedro Brandão e Felipe Von Glenn, do Hospital Sírio Libanês. Foram tratados os seguintes tópicos: RT-PCR ao “contact tracing”: o combate ao SARS-CoV-2; Hiposmia como biomarcador de COVID-19 e relato de caso de Parkinsonismo induzido por SARS-CoV-2; afecções neurológicas e suas sequelas nas infecções por SARS-CoV-2; e Biologia molecular aplicada à pesquisa em SARS-CoV-2.

Com informações da Assessoria de Comunicação Social do HFA
Fotos: HFA

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *