III Seminário Internacional “A Defesa na Gestão de Riscos e Desastres”

1. Apresentação

A Gestão de Riscos de Desastres é uma atividade de importância crítica para os países que buscam prevenir e enfrentar de maneira eficiente e eficaz ocorrência de emergências, desastres e catástrofes causados pela natureza ou pela ação humana. Nesse sentido, foi acordada na XVIII Conferência de Diretores de Colégios de Defesa Ibero-Americanos, realizada na Cidade do México, em outubro de 2017, a realização do III Seminário da Associação, voltado para respostas preventivas e desenvolvimento de capacidades de recuperação em face dessas tragédias. Da mesma forma, refletir sobre o papel das forças armadas nessas situações.

Assim sendo, incorporar novas diretrizes e abordagens relativas a diferentes convenções internacionais, como os Protocolos de Hyogo (2005-2015) e de Sendai (2015-2030) para a Redução de Risco de Desastres (RRD). Tais iniciativas compõem a Estratégia Internacional para Redução de Risco de Desastres das Nações Unidas (EIRRD/ONU), a qual definiu como uma de suas principais tarefas o desenvolvimento de ações para a redução dos riscos de desastres e o desenvolvimento sustentável dos países.

O Seminário terá como objetivo apresentar a forma como alguns países enfrentam esses tipos de ameaças quetêm aumentado ao longo dos últimos tempos. Julga-se que, com as constantes alterações climáticas, os efeitos dos desastres serão acentuados e eles se tornarão mais frequentes e mais destrutivos.

Também, este Seminário, devido às suas características, permitirá aos participantes a obtenção de noções atualizadas do que vem sendo realizado no mundo para a RRD. Apesar do pouco tempo disponível, que impede maior profundidade nas exposições, será possível ouvir a opinião de especialistas dedicados a essa temática, nas diferentes etapas da Gestão de Risco de Desastres (GRD).

2. Objetivo do Seminário

Ao término do Seminário espera-se que os participantes possuam uma visão atualizada da maneira como alguns países ibero-americanos atuam na GRD, considerando as diretrizes internacionais para a RRD, embora buscando eficácia e eficiência por meio de diferentes processos.

3. Perfil de ingresso

Profissionais de nível superior, membros de estabelecimentos de ensino do Ministério da Defesa, integrantes das Forças Armadas, das Forças Auxiliares, das Polícias Civis, das Guardas Municipais, acadêmicos, pesquisadores e outros especialistas pertencentes a organizações públicas e privadas com interesse no tema do Seminário.

4. Organização do Seminário

As atividades serão desenvolvidas pela Escola Superior de Guerra do Brasil (ESG), pela Academia Nacional de Estudios Políticos y Estratégicos do Chile (ANEPE), pela Academia de Defensa Militar Conjunta do Equador (ADEMIC), pelo Centro Superior de Estúdios de la Defensa Nacional daEspanha(CESEDEN), pelos Colégio de Defensa Nacional e Centro de Estudios Superiores Navales do México (CODENAL e CESNAV) e pela Escuela de Graduados de Altos Estudios da República Dominicana (EGAE)

5. Desenvolvimento das atividades no Brasil

O Seminário será desenvolvido por videoconferências realizadas nos campus Rio de Janeiro da Escola Superior de Guerra – Fortaleza de São João, Av. João Luiz Alves, s/nº, Urca, Rio de Janeiro-RJ, CEP: 22.291-090 –, com o suporte da plataforma própria da Associação dos Colégios de Defesa Ibero-Americanos, conforme programação a seguir descrita, sendo cada Colégio de Defesa organizador responsável por ministrar 2 (duas) sessões.

As apresentações terão duração de 45 (quarenta e cinco) minutos, seguidos de 30 (trinta) minutos de Debates.Serão realizadas no idioma do próprio país responsável pela conferência (Espanhol ou Português). As respectivas projeções (se houver) serão redigidas nesses dois idiomas.

6. Regime de Presenças

Para cada atividade será elaborada uma “Lista de Presença”. O limite máximo de faltas por participante doSeminário é de 2 (duas) ausências. A tolerância de atraso será de 10 (dez) minutos após o início de cada conferência. Passado esse período de tolerância o participante será considerado faltoso.

Serão observados os seguintes uniformes e trajes para as conferências: para militares da Marinha (5.5), do Exército (8ºZ1), da Aeronáutica (7ºA), das Forças Auxiliares (o correspondente) e para os Civis, traje esporte (sendo vedado o uso de bermudas, minissaias, blusas decotadas, chinelos, camisetas tipo regata etc.).

7. Secretariado

O CESEDEN-Espanhaseráresponsável pelos procedimentos administrativos própriosdesteSeminário (divulgação na plataforma da Associação dos Colégios de Defesa Ibero-Americanos, consolidação das inscrições, controle de faltas e emissão de certificados).

8. Certificado de Participação

Os participantes que concluírem o Seminário sem ultrapassar o limite de faltas receberão um certificado de frequência assinado pelos Diretores dos Colégios de Defesa organizadores do Seminário, o qual será entregue,posteriormente,peloscoordenadores nacionais de cada um dos Colégios de Defesa participantes.

9. Coordenação Técnica

A operação da plataforma on line da Associação dos Colégios de Defesa Ibero-Americanos ficará a cargo do CESEDEN-Espanha. Este Colégio de Defesa receberá dos organizadores os currículos dos conferencistas e os conteúdos de cada conferência a ser ministrada difusão aos participantes do Seminário.

10. Vagas e inscrições no Brasil

O número de vagas será limitado à capacidade do auditório. Será priorizada a seleção dos agentes governamentais e segundo a ordem de preenchimento do respectivo Formulário de Inscrição.

O Seminário será gratuito e as inscrições só poderão ser realizadas por meio do Portal Eletrônico da Escola Superior de Guerra (ESG):https://pt.surveymonkey.com/r/IIIACDIA

 

11. Programação (Atualizada em 05 de Julho de 2018)

 

Data

Horário

(Hora de Brasília)

Tema

Colégio de Defesa Responsável

12 de setembro    (4ª feira)

1100 às 1215

Conferência 1 – O Sistema de Defesa Civil no México

CESNAV (México)

13 de setembro    (5ª feira)

1100 às 1215

Conferência 2 – Lições aprendidas no trabalho interagências em situações de desastres

ESG

(Brasil)

21 de setembro     (6ª feira)

1100 às 1215

Conferência 3 – Organização e participação da República Dominicana em situações deemergências e desastres naturais (Parte I)

EGAEE

(Rep. Dom.)

24 de setembro     (2ª feira)

1100 às 1215

Conferência 4 – As Forças Armadas equatorianas em apoio às catástrofes e aos desastres

ADEMIC (Equador)

26 de setembro    (4ª feira)

1100 às 1215

Conferência 5 – As Forças Armadas em apoio à população civil em casos de desastres

CODENAL (México)

27 de setembro    (5ª feira)

1100 às 1215

Conferência 6 – Defesa Civil nas escolas: investimento para reduzir os riscos de desastres e para resiliência

ESG

(Brasil)

03 de outubro  (4ª feira)

1100 às 1215

Conferência 7 – Experiências de interoperabilidade de capacidades civis e militares nas respostas aos desastres

ADEMIC (Equador)

04 de outubro  (5ª feira)

1100 às 1215

Conferência 8 – Colaboração civil-militar em desastres: construindo confiança e integração

ANEPE

(Chile)

09 de outubro  (3ª feira)

1100 às 1215

Conferência 9 – Organização e participação da República Dominicana em situações deemergências e desastres naturais (Parte II)

EGAEE

(Rep. Dom.)

11 de outubro  (5ª feira)

1100 às 1215

Conferência 10 – Participação da Defesa na formação de especialistas em gestão de riscos e desastres

ANEPE

(Chile)

24 de outubro  (4ª feira)

1100 às 1215

Conferência 11 – A Inteligência na gestão de emergências e catástrofes

CESEDEN (Espanha)

25 de outubro  (5ª feira)

1100 às 1215

Conferência 12 – Processo de lições aprendidas, coleta de experiências, tratamento da informação: “O uso de dronesem situações de emergências e catástrofes”

CESEDEN (Espanha)

PARA INSCREVER-SE, CLIQUE AQUI!!!

(ESG ASCOM/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>