Jaques Wagner assumirá a Casa Civil e Aldo Rebelo será o novo Ministro da Defesa

Brasília, 02/10/2015 – A Presidenta da República, Dilma Rousseff, anunciou as reformas ministerial e administrativa do seu governo, na manhã desta sexta-feira (2), em cerimônia no Palácio do Planalto. Ao lado do vice, Michel Temer, ela explicou que a mudança é necessária para fortalecer as políticas institucionais. Na ocasião, Dilma oficializou o nome de Aldo Rebelo (PCdoB) como novo Ministro da Defesa. O atual titular da pasta, Jaques Wagner (PT), irá para a Casa Civil.

Presidenta anunciou reforma ministerial e administrativa nesta sexta-feira

Presidenta anunciou reforma ministerial e administrativa nesta sexta-feira

“Vamos dar hoje um primeiro e grande passo na administração pública federal. Serão extintos oito ministérios e vamos reduzir 30 secretarias”, anunciou a Presidenta. Para a contenção dos gastos públicos, haverá definição de metas de consumo de energia e água nos órgãos, bem como imposição de limites para telefonemas, passagens e diárias, entre outros. Cerca de três mil cargos comissionados vão ser extintos.

“A reforma vai propiciar equilíbrio fiscal e o controle da inflação, para retomar a economia, e tem também outro propósito: fortalecer a base política”, falou. “Estamos em um momento de transição para um ciclo de expansão. Ao alterar alguns dirigentes, fortalecemos a relação com os partidos e isso é algo legítimo. Precisamos de estabilidade para fazer o país crescer”, completou Dilma.

Outras medidas anunciadas nesta sexta-feira foram a criação da Comissão Permanente da Reforma do Estado e de centrais de transporte para cada órgão, a fim de reduzir a frota, além da redução de 10% nos salários dos ministros.

Wagner vai para a Casa Civil

 O ministro Jaques Wagner deixa a pasta da Defesa e vai para a Casa Civil da Presidência da República. A Casa Civil é responsável pela coordenação e integração das ações e dos programas de governo. Wagner foi governador da Bahia por oito anos e integra a articulação política da Presidência.

Também chefiou os Ministérios do Trabalho (2003), o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (2004), e o Ministério das Relações Institucionais (2005/6), além de ter sido deputado federal por três mandatos e líder do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados. O ministro é reconhecido por seu perfil conciliador.

“Será um grande desafio. Vamos contribuir com o projeto de governo da Presidenta Dilma, ajudando a construir a estabilidade política que precisamos no momento para retomar o crescimento da economia, o que é o desejo de todos os brasileiros”, disse Wagner.

Novo Ministro da Defesa

Após o término da solenidade, o Ministro Aldo Rebelo conversou com jornalistas. Formalizado como novo titular da Defesa, ele acredita que com a reforma ministerial existe “maior integração dos partidos da base com o governo”. “Acho que a mudança aponta no sentido da ampliação e consolidação da governabilidade que é um elemento decisivo e fundamental para a estabilidade social e econômica.”

Rebelo ocupa, atualmente, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).  Ao longo de todo o primeiro mandato de Dilma Rousseff, chefiou a pasta do Esporte. Antes, no governo Lula, ele foi ministro de Relações Institucionais, entre 2004 e 2005.

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

(MD ASCOM/ FM)

 

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>