Livro com fotos do acervo do MUSAL mostra curiosidades sobre o Rio de Janeiro

O livro conta, também, com textos de historiadores do MUSAL

Militares do Museu Aeroespacial (MUSAL), no Rio de Janeiro, colaboraram na elaboração do livro “Rio pelo Alto 2: panoramas da cidade do Rio de Janeiro 1910 – 1920”, lançado no mês de março. A edição foi organizada pela jornalista Patrícia Pamplona e conta com textos de historiadores do Museu da FAB.

A historiadora do MUSAL, Tenente Fabiana Dias, descobriu imagens que mostravam uma tentativa de fazer uma carta (documento cartográfico que utiliza uma escala média de representação) do Brasil, iniciando pelo então Distrito Federal. Durante o processo de pesquisa, a equipe de historiadores se surpreendeu com um álbum de fotos do acervo do MUSAL que ilustravam os bastidores do trabalho do Exército.

“Quando descobrimos tudo o que tinha sido escrito nas imagens, logo eu liguei para a Patrícia e mostrei a necessidade de incluir esse álbum. Foi um trabalho de arqueologia, de história, algo muito prazeroso, que fez todo sentido. Criou um contexto e relacionouo trabalho que foi realizado pelas Forças Armadas. Foi uma fonte de alegria”, conta a historiadora.

A publicação conta com 200 páginas que levam o leitor a uma viagem no tempo por quatro regiões da cidade: região central, zona norte, zona oeste e zona sul. O acervo, ainda em negativos de vidro, foi disponibilizado pelo 5o Centro de Geoinformação do Exército e pelo MUSAL, sendo digitalizado e tratado pela editora.

Segunda edição do projeto

O “Rio Pelo Alto 2″ dá continuidade à coleção iniciada em 2014, com o primeiro volume “O Rio pelo alto: fotografias aéreas do Rio de Janeiro 1930-1940”, que reúne 90 imagens raras do acervo do MUSAL feitas entre as décadas de 1930 e 1940 pelos observadores-fotógrafos da Escola de Aviação Militar – incorporada em 1941 ao então Ministério da Aeronáutica.

Nesta nova edição, a jornalista Patricia Pamplona selecionou as imagens e buscou o Arquivo Histórico do MUSAL para contextualizar a história delas. A partir daí, a equipe liderada pela Tenente Fabiana Dias realizou uma minuciosa pesquisa.

O Suboficial Jefferson Machado destacou o ineditismo dessa história em imagens sobre o Rio de Janeiro e sobre o Serviço Geográfico do Exército, que fez a primeira carta da cidade.

“Foi muito bom poder fazer esse trabalho. A Patrícia é muito competente, escolheu muito bem as imagens. São fotos não só das áreas nobres, mas também de áreas rurais, montanhas, muito verde. É um marco na nossa carreira”, enfatiza o suboficial.

(CECOMSAER/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>