Manobra Escolar compromete e integra o “sangue novo” da oficialidade e dos graduados do Exército Brasileiro

Resende (RJ) – A Manobra Escolar 2017, maior operação de treinamento militar do Exército Brasileiro, está sendo realizada entre os dias 06 e 17 de novembro. Mais de 4.300 militares participam de simulações de emprego da tropa em conflitos do cenário internacional, num contexto em que ficam evidenciadas a integração entre as diversas áreas de atuação da Força Terrestre e a trocas de experiência.

“A natureza da nossa profissão é coletiva, desse modo, é de capital importância que o sargento saiba trabalhar em equipe com o oficial, disciplinando e tornando sua tropa de cabos e de soldados coesa. Com isso, transformando-se no elo entre o Comando e a Tropa. Dessa forma, potencializa-se a liderança do oficial”, considera o Diretor de Educação Técnica Militar, General de Divisão Marcos André Silva Alvim.

A Diretoria de Educação Técnica Militar participa da Manobra Escolar 2017 com 1600 integrantes das Escolas de Sargentos. Os alunos e as alunas dos cursos de sargentos trabalharão junto com os cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN). Eles vão compor os pelotões e as frações de militares em missões de busca, de reconhecimento e de combate. Todas as atividades compõem a Manobra 2017 como se os militares estivessem envolvidos em conflitos reais.

Segundo o Comandante da Academia Militar das Agulhas Negras, General de Brigada Ricardo Augusto Ferreira Costa Neves, a Manobra Escolar 2017 é um grande exercício militar e uma oportunidade para que as escolas do Sistema de Educação do Exército Brasileiro possam coroar esse ano de instrução. “Essa Manobra Escolar permite que as qualidades de liderança e técnico-profissional dos militares brasileiros sejam aprimoradas. Dessa forma, cada vez temos mais certeza da alta qualidade dos profissionais que entregamos para as Organizações Militares do Exército”, reflete o general Costa Neves.

Os cadetes Guilherme Santana Cardoso e Pablo Santos Gomes, ambos do 4º ano e do Curso de Artilharia da AMAN, estão com muitas espectativas com essa Manobra Escolar. Eles vão trabalhar no próximo ano em unidades de Artilharia Antiaérea, o Cadete Pablo em Brasília (DF) e o Cadete Cardoso em Sete Lagos (MG). “Esse é o nosso último exercício antes da formação. Podermos aplicar nossos conhecimentos na Artilharia Antiaérea é uma oportunidade especial, principalmente, porque estamos juntos com alunos de cursos de sargento, isso nos integra e nos permite desenvolver espírito de corpo e de liderança”, afirma o Cadete Pablo. “O bom é que estamos usando o que há de mais moderno no Exército”, destaca o Cadete Cardoso.

Manobra Escolar em detalhes:

Responsável: Departamento de Educação e Cultura do Exército

Participantes: 4.300 (quatro mil e trezentos);

Organizações Militares Integrantes: 88 (oitenta e oito);

Estabelecimentos de Ensino: 11 (onze);

Meios: Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia, Comunicações, Material Bélico, Intendência e Saúde;

Ambiente: região das Agulhas Negras (o pico das Agulhas Negras está localizado na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia, no maciço de mesmo nome); parte da Serra da Mantiqueira; e áreas entre o município mineiro de Bocaina de Minas e os municípios fluminenses de Itatiaia e Resende.

(CCOMSEX/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>