Manutenção e o crescimento do PROFESP foram temas de reunião interministerial

Manutenção e o crescimento do PROFESP foram temas de reunião interministerial

Na tarde de quarta-feira (9), representantes dos ministérios da Defesa; da Cidadania; da Educação; e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos se reuniram para debater as necessidades do Programa Forças no Esporte (PROFESP) e do Projeto João do Pulo (PJP). O encontro foi presidido pelo Secretário-Geral do Ministério da Defesa (MD), Sérgio José Pereira.

Na abertura, o Secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto da Pasta, Tenente-Brigadeiro do Ar da Reserva Jeferson Domingues, revelou ser um entusiasta dos projetos e que “os resultados e benefícios podem ser observados nas crianças e adolescentes que participam”.

O Diretor do Departamento de Desporto Militar (DDM) da Defesa, Major-Brigadeiro do Ar José Isaías Augusto de Carvalho Neto, apresentou na reunião o PROFESP) e o PJP. Na ocasião, ele destacou a importância dos programas como forma inclusão social. “Esporte é sempre o regente dos dois projetos. Desejamos que eles não sejam reduzidos, mas que só cresçam”, disse.

Um dos assuntos abordados foram as medidas tomadas durante a pandemia para a continuação dos programas. Devido à suspensão das atividades, o recurso financeiro destinado às refeições dos beneficiários tem sido redirecionado para a preparação de kits alimentação. A iniciativa visa atenuar as dificuldades enfrentadas pelas famílias cadastradas e manter o vínculo com as crianças e adolescentes.

IMG-1007.jpg
O Secretário Executivo do Ministério da Cidadania, Luiz Galvão, relatou que a relevância do PROFESP e do PJP é indiscutível e que a ligação entre os ministérios parceiros é a chave para o sucesso. “Vamos buscar soluções e todos os esforços possíveis para ter um PROFESP fortalecido e que continue transformando a vida das pessoas”, afirmou.

Pela Defesa estiveram: o Diretor do Departamento de Projetos Sociais, William Georges Abrahão; o Coordenador do PROFESP e do PJP, Roberto de Moraes; e o Assessor de Relações Institucionais do Departamento de Desporto Militar, José Ferreira de Barros. Do Ministério da Cidadania compareceram: o Secretário Especial do Desenvolvimento Social Adjunto, Alexandre Reis de Souza; o Secretário Nacional de Inclusão Social, Celso Toshito Matsuda; e a Coordenadora-Geral de Equipamentos Públicos, Teresa Amélia Arruda. Do Ministério da Educação participaram os diretores de programa João Carlos Gonçalves Barreto e Marcio Aquino Terra. Do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos estiveram presentes a Coordenadora-Geral de Fortalecimento dos Direitos da Criança, Alinne Duarte de Andrade Santana e a Coordenadora-Geral do Departamento de Políticas Temáticas dos Direitos da Juventude, Luciana Alves Lima.

Projetos
Lançado em 2003, o PROFESP é desenvolvido pelo Ministério da Defesa, em parceria com os Ministérios da Cidadania; da Educação; e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. As instituições parceiras contribuem com o custeio da alimentação, do pagamento dos professores, da compra de material esportivo e de uniformes.

O programa ocorre em, aproximadamente, 140 localidades do País, com atividades diversificadas. Há basquetebol, futebol de campo, atletismo, capoeira, ginástica rítmica, artística ou olímpica, artes marciais, natação, hipismo, vela, remo, canoagem, jogos de tabuleiro e brincadeiras de rua. Oferece, ainda, reforço escolar, com preparação para concursos, atividades com música, coral, teatro, visita a museus e promoção da cidadania e do civismo.

Criado em 2015 e integrado ao PROFESP, o Projeto João do Pulo é desenvolvido nas Organizações Militares (OM) das Forças Armadas. No início, o PJP era voltado somente para militares, com o objetivo de reintegração social daqueles que adquiriram deficiência física em consequência de acidentes ou enfermidades. Em 2019, o projeto expandiu para receber pessoas da sociedade civil, por meio de parcerias com os ministérios parceiro do PROFESP e com organizações, como a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e a Associação Vencedores Adaptados (AVA).

Por Júlia Campos
Fotos: Divulgação

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *