Marinha do Brasil assina Acordo para o Desenvolvimento de Sistema de Planejamento e Apoio à Decisão em Operações de Busca e Salvamento

Marinha do Brasil assina Acordo para o Desenvolvimento de Sistema de Planejamento e Apoio à Decisão em Operações de Busca e Salvamento

A Marinha do Brasil (MB) firmou, no mês de novembro, um Acordo de Parceria com a Shell Brasil, a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (FUNDEP) e a empresa PROOCEANO para a melhoria do seu Serviço de Busca e Salvamento – SALVAMAR. O objetivo é a ampliação da capacidade infraestrutural do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) e de outras organizações militares, processo que será a base para o desenvolvimento do Sistema de Planejamento e Apoio à Decisão em Operações de Busca e Salvamento da MB (SPAD-SAR).

Fruto de um trabalho iniciado em maio de 2018, no âmbito do Comando de Operações Navais (ComOpNav), o incremento da capacidade do CHM visa à geração dos insumos que subsidiarão o desenvolvimento, com utilização de tecnologia nacional, de um sistema adaptado às necessidades da MB.

O projeto de desenvolvimento do SPAD-SAR nasceu da necessidade de conferir celeridade aos processos envolvidos no planejamento e acompanhamento das operações SAR e melhorar a precisão dos cálculos inerentes às ações decorrentes da ativação do SALVAMAR, observando-se a extensão da área oceânica adjacente à costa brasileira e as variáveis que devem ser consideradas na fase das ações iniciais das Operações SAR.

Surgiu, então, a proposta de um sistema capaz, dentre outros aspectos, de implementar métodos informatizados para a previsão da trajetória de objetos à deriva no mar, em modo progressivo e regressivo no tempo, além de assimilar dados oceânicos para melhoria da qualidade das previsões e consultar, de forma automática, bancos de dados visando aumentar a eficiência no uso das Unidades de Busca e Salvamento (SearchandRescueunit-SRU) disponíveis para as operações SAR.

O SPAD-SAR será a principal ferramenta para apoio à coordenação das operações SAR dos SALVAMAR e contribuirá para dinamizar o gerenciamento das operações, acelerar o planejamento das missões, inferir rapidez e precisão aos cálculos necessários à coordenação e proporcionar uso eficiente e eficaz das SRU designadas para as operações dessa natureza.

(CCSM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *