Marinha do Brasil institui o Patrono da Aviação Naval

Marinha do Brasil institui o Patrono da Aviação Naval

No dia 22 de agosto, durante a Cerimônia Militar alusiva ao 98° aniversário da Aviação Naval, a Marinha do Brasil instituiu o Vice-Almirante Protógenes Pereira Guimarães como Patrono da Aviação Naval, em decorrência de suas relevantes contribuições para a atividade aérea na Marinha durante a Primeira Fase da Aviação Naval.

Vice-Almirante Protógenes Pereira Guimarães
Vice-Almirante Protógenes Pereira Guimarães

O Almirante Protógenes nasceu em Florianópolis, Santa Catarina, no dia 8 de maio de 1876. Assentou praça de Aspirante a Guarda-Marinha, em 27 de fevereiro de 1891, e foi promovido a Contra-Almirante em 7 de junho de 1928.

Dentre os diversos cargos que ocupou, destacam-se o de primeiro Comandante da Escola de Aviação Naval, primeira escola de aviação militar no país e que marca o nascimento da Aviação Naval, Comandante de Defesa Aérea do Litoral e Diretor-Geral de Aeronáutica da Marinha.

Como Ministro da Marinha, cargo que ocupou entre 1931 e 1935, teve sua administração marcada, dentre diversas realizações, pela reorganização da Escola de Aviação Naval, pela criação do Corpo de Aviação da Marinha, pela criação e incorporação da Primeira Flotilha de Observação. Foram criadas, também, a Primeira Flotilha de Bombardeio e Patrulha, a Primeira Flotilha de Aviões de Esclarecimento e Bombardeio, o Correio Aéreo Naval e uma Seção de Meteorologia na Diretoria da Aeronáutica.

Sua carreira, exemplos e feitos ligados às atividades aeronavais servirão de farol a orientar os rumos das futuras gerações de marinheiros aviadores.

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *