Marinha do Brasil participa da Operação BOGATUN/EXPONAVAL 2016

Marinha do Brasil participa da Operação BOGATUN/EXPONAVAL 2016

Após um mês e quatorze dias de comissão, a Fragata “Constituição” atracou na Base Naval do Rio de Janeiro, concluindo sua participação na Operação “BOGATUN/EXPONATAL 2016”. O Grupo-Tarefa (GT) 710.1 atuou sob a coordenação do Capitão de Mar e Guerra José Américo Alexandre Dias, Comandante do Segundo Esquadrão de Escolta (ComEsqdE-2) e operou em conjunto com as Marinhas Chilena e as Armada Argentina e do México. Os navios visitaram os portos de Punta Arena (Chile), Talcahuano (Chile), Valparaíso (Chile) e Rio Grande (RS), onde operou com meios do Comando do 5º Distrito Naval.

Fragata “Constituição” (Marinha do Brasil) navegando nos Canais Chilenos
Fragata “Constituição” (Marinha do Brasil) navegando nos Canais Chilenos

A Fragata “Constituição” participou de diversos exercícios, destacando: light lineleap frogmaritime interdiction operation (MIO), manobras táticas por bandeiras, helo cross deck, tiro sobre alvo a deriva, trânsito com oposição de superfície, reboque, qualificação e requalificação de pilotos com pouso a bordo, bem como desatracação sob ameaça assimétrica. Além disso, realizou adestramentos internos como controle de avarias, grupo de socorro externo, grupo de visita e inspeção e guarnição de presa, trânsito com oposição submarina, avarias operacionais, fundeio de precisão e palestras proferidas por oficiais, além de participar maciçamente da EXPONAVAL 2016 (Valparaíso-Chile).

A dedicação e o profissionalismo da Tripulação e do Estado-Maior embarcado na condução de operações de caráter naval e de exercícios no mar com os meios de outras marinhas (Argentina, Chile e México) e a expressiva participação na EXPONAVAL 2016 corroboraram, sobremaneira, para a interoperabilidade dos meios participantes e o estreitamento dos laços de amizade entre os países envolvidos. Faz-se mister ressaltar o incremento do nível de adestramento alcançado pelos meios da Marinha envolvidos e o fato do Navio ter mostrado sua bandeira de maneira indelével, nos portos visitados.

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *