Marinha, Exército, Corpo de Bombeiros e Ibama atuam no combate às manchas de óleo no Nordeste

Os militares das Forças Armadas seguem atuando diuturnamente no monitoramento e limpeza das manchas de óleo que atingem o litoral do Nordeste. Em Pernambuco, mergulhadores da Marinha do Brasil inspecionaram o rio Massangana e a Bacia do Porto de Suape, em 3 de novembro. Nesses locais, não foram encontrados vestígios de óleo no fundo do rio nem na área marítima próxima ao porto.

No sábado (2), marinheiros, bombeiros e integrantes de órgãos civis inspecionaram a Praia da Enseada dos Corais, também no estado de Pernambuco. Além disso, mergulhadores e Fuzileiros Navais recolheram resíduos de óleo em São José da Coroa Grande (PE), onde está localizado o rio Persinunga, lâmina d’água que se encontra na divisa dos Estados de Pernambuco e de Alagoas.

esta imagem não possui descrição

Os militares realizaram a retirada de óleo que estava concentrado no fundo do rio, bem como nas praias. Mais de 120 militares da Marinha do Brasil, em conjunto com o Exército Brasileiro e prefeituras locais, retiraram cerca de 12 toneladas de resíduos oleosos no litoral alagoano em 1º de novembro.

A maior quantidade de óleo removido concentrou-se na Praia de Feliz Deserto e Pontal do Peba, totalizando dez toneladas. As ações de limpeza na Praia da Bica e Praia do Boqueirão, em Japaratinga (AL), complementaram a operação, com aproximadamente duas toneladas.

O derramamento de óleo se configura trata-se de ocorrência inédita no País, o que exigiu o estabelecimento de protocolo próprio de investigação, demandando a integração e coordenação de diferentes organizações e setores da sociedade.

Com informações da Marinha do Brasil
(MD ASCOM/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>