Militar atleta torna-se maior medalhista da história em mundiais de maratonas aquáticas

A Sargento da Marinha do Brasil Ana Marcela Cunha fez história ao conquistar a medalha de ouro no Mundial de Esportes Aquáticos de Gwangju, na Coreia do Sul, nesta terça (16). A militar atleta tornou-se a maior medalhista da história da maratona aquática no Mundial de esportes aquáticos, com 10 pódios ao todo.

Foto: Sátiro Sodré – CBDAesta imagem não possui descrição

A Sargento garantiu a 10ª medalha e o ouro numa prova bem administrada, com o tempo de 57min56s. A francesa Aurelie Muller, ficou com a prata, com 57min57s, um segundo atrás de Ana Marcela.
Na terceira colocação, com a marca de 57min58s, deu empate entre as nadadoras Hanna Moore, dos Estados Unidos, e Leonie Beck, da Alemanha.

Com o pódio, a Sargento Ana Marcela superou a holandesa Edith Van Dijk, que dividia com a brasileira o posto de maior medalhista da história. Ainda no mundial da Coreia do Sul, a militar atleta compete, nesta quarta (17), a prova por equipes, e na quinta, a prova de 25 km.

Foto: Reprodução Instagram/ Ana Marcelaesta imagem não possui descrição

A Sargento atleta estará presente nos 7º jogos Mundiais Militares, que ocorrem em outubro, em Wuhan, na China.
Com a conquista no mundial da Coreia do Sul, Ana Marcela garantiu presença nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 quando disputou, neste mundial, a maratona aquática feminina de 10km e ficou em quinto lugar.

PAAR

Desde 2016, a nadadora participa do Programa Atletas de Alto Rendimento (PAAR) do Ministério de Defesa. A iniciativa é executada por meio de parceria entre o Ministério da Defesa e a Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. O objetivo é fortalecer a equipe militar brasileira em eventos esportivos de alto nível nacionais e estrangeiros.

O PAAR tem como característica a inscrição voluntária. O processo de seleção dos atletas leva em conta os resultados obtidos em competições nacionais e internacionais.
Nos Jogos Rio 2016, os atletas militares ocuparam lugar de destaque, conquistando 13 das 19 medalhas obtidas pelo Time Brasil.

Com informações da Comissão Desportiva do Brasil

(MD ASCOM/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>