Militar depende de voto do público para ser porta-bandeira para o Time Brasil

Militar depende de voto do público para ser porta-bandeira para o Time Brasil

Brasília, 26/07/2016 – Bicampeã Pan-Americana no Rio (2007) e Toronto (2015), prata nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (2011), primeira colocada no ranking nacional de pentatlo moderno e única brasileira na disputa feminina da modalidade, a  Sargento do Exército, Yane Marques, participa de mais uma disputa que agora depende do voto do público: a eleição de quem irá ser o porta-bandeira do Time Brasil para os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Atleta do pentatlo moderno, sargento do Exército, Yane Marques, poderá ser a porta-bandeira do Time Brasil
Atleta do pentatlo moderno, Sargento do Exército, Yane Marques, poderá ser a porta-bandeira do Time Brasil

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) inovou na escolha do representante brasileiro que irá carregar a bandeira nacional na abertura e encerramento dos Jogos. Nesta edição, o responsável por carregar o pavilhão do País será escolhido por meio de votação popular. O público poderá escolher entre a pentatleta militar Yane Marques, o velejador Robert Scheidt e o líder da seleção brasileira de vôlei Serginho.

O Comitê Olímpico do Brasil teve a preocupação de não indicar para a votação os atletas que irão competir no dia seguinte à Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016. A votação vai até o dia 31 de julho e o vencedor será anunciado no programa Fantástico da TV Globo. Participe!

Clique aqui para votar

Confira todos os porta-bandeiras do Brasil em Jogos Olímpicos:
– Antuérpia 1920: Afrânio Antônio da Costa (Tiro Esportivo)- Paris 1924: Alfredo Gomes Atletismo
– Los Angeles 1932: Antonio Pereira Lira (Atletismo)- Berlim 1936: Sylvio de Magalhães Padilha (Atletismo)
– Londres 1948: Sylvio de Magalhães Padilha (Atletismo)
– Helsinque 1952: Mario Jorge da Fonseca Hermes (Basquete)
– Melbourne 1956: Wilson Bombarda (Basquete)
– Roma 1960: Adhemar Ferreira da Silva (Atletismo)
– Tóquio 1964: Wlamir Marques (Basquete)
– Cidade do México 1968: João Gonçalves Filho (Polo Aquático)
– Munique 1972: Luiz Cláudio Menon (Basquete)
– Montreal 1976: João Carlos de Oliveira (Atletismo)
– Moscou 1980: João Carlos de Oliveira (Atletismo)
– Los Angeles 1984: Eduardo Souza Ramos (Vela)
– Seul 1988: Walter Carmona (Judô)
– Barcelona 1992: Aurélio Fernandes Miguel (Judô)
– Atlanta 1996: Joaquim Carvalho Cruz (Atletismo)
– Sidney 2000: Sandra Pires (Vôlei de Praia)
– Atenas 2004: Torben Grael (Vela)
– Pequim 2008: Robert Scheidt (Vela)
– Londres 2012: Rodrigo Pessoa (Hipismo)

Foto: Felipe Barra/ MD

(MD ASCOM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *