Militares brasileiros capacitaram monitores colombianos em desminagem humanitária

Militares brasileiros capacitaram monitores colombianos em desminagem humanitária

Nesta terça-feira (20), os militares brasileiros que integram o Grupo de Assessores Técnicos Interamericanos na Colômbia (GATI-CO), Major de Engenharia do Exército Cláudio Santos Bispo e Capitão-Tenente (FN) da Marinha Gustavo Lopes da Silva Freitas, realizaram a cerimônia de encerramento do Curso de Monitores Nacionais de Desminagem Humanitária 2021/1 (CMNDH 2021/1). A capacitação teve início em 1º março deste ano.

Foto 2.jpeg
A solenidade, que respeitou todos os protocolos de prevenção à Covid-19, ocorreu no auditório da Escola de Engenheiros Militares do Exército Nacional da Colômbia e foi presidida pelo Diretor da Instituição, Coronel Leonardo Jairo Torres Castillo, contando com a presença de autoridades militares, além de familiares dos alunos.

Os integrantes do GATI-CO capacitaram e certificaram quatro novos monitores nacionais, todos do Exército Nacional da Colômbia, após sete semanas de instruções e avaliações teóricas e práticas, conforme as exigências estabelecidas pela Organizações dos Estados Americanos (OEA). Esses novos monitores estão aptos para atuarem na fiscalização, assessoramento e garantia do controle de qualidade de todas as etapas que fazem parte das operações de remoção de minas e explosivos, ainda existentes em solo colombiano. Essas operações são realizadas pelas Organizações Militares de Desminagem Humanitária do país.

Foto 3.jpeg
A participação da Engenharia do Brasil, junto às Forças Militares da Colômbia, tem contribuído para a ampliação do esforço nacional em combater a guerra contra as minas antipessoais. Os Assessores Interamericanos do GATI-CO, desde 2015, desempenham papel importante no preparo de militares, possibilitando que territórios, antes tomados por explosivos, sejam restituídos para o povo colombiano com segurança.

Com informações e fotos do GATI-CO

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *