Militares da Força de Fuzileiros da Esquadra atuam em diversas localidades durante a Operação “Amazônia Azul, Mar Limpo é Vida”

Militares da Força de Fuzileiros da Esquadra atuam em diversas localidades durante a Operação “Amazônia Azul, Mar Limpo é Vida”

Por sua característica expedicionária e de pronto emprego, os fuzileiros navais podem responder rapidamente a situações de crise, que demandem o emprego do Poder Naval, estando aptos para atuar em ambientes variados e em condições adversas. Cumprindo sua vocação operativa, os militares da Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE) partiram, em novembro, em direção a diversos pontos do litoral brasileiro, para participar da Operação “Amazônia Azul, Mar Limpo é Vida”.

Em 8 de novembro, um destacamento com 125 militares chegou a Belém–PA, por via terrestre, fixando-se no 2º Batalhão de Operações Ribeirinhas. As equipes estão responsáveis por apoiar as atividades relacionadas à segurança da navegação aquaviária, com foco na segurança dos Portos de Vila do Conde e Santana. Parte da tropa também participará de ações cívico-sociais, embarcada no Navio-Auxiliar “Pará”.

Em 10 de novembro, um Grupamento Operativo com 700 militares da FFE chegou ao Porto de Suape, no litoral de Pernambuco. Eles estavam embarcados no Navio Doca Multipropósito “Bahia” e no Porta-Helicópteros Multipropósito “Atlântico”, que partiram do Rio de Janeiro-RJ em 4 de novembro. Após o desembarque, os militares receberam informações de integrantes do Corpo de Bombeiros local e funcionários do Ibama, e seguiram para um reconhecimento das localidades afetadas e a montagem de duas bases operacionais, uma no Porto de Suape e outra na cidade de Tamandaré-PE, esta com o propósito de atender as localidades ao sul de Pernambuco e ao norte de Alagoas.

Além de contribuir para a remoção do óleo nas praias, a tropa realizará a limpeza e monitoramento dos manguezais, arrecifes e avaliação da saúde das populações costeiras que tiveram contato com o óleo, por meio da aplicação de questionários, em parceria com o Ministério da Saúde. No dia 11 de novembro, primeiro dia de atuação das equipes em Pernambuco, foram realizadas ações de limpeza nas praias de Gaibu e Xaréu, nos manguezais das localidades de Sirinhaém, Ipojuca, Massangana e Mambucabas, e nos arrecifes de Coroa Grande, Cupe e Muro alto. Equipes móveis de saúde atuaram em Barra do Sirinhaém. Adicionalmente a todas as atividades, serão realizadas ações cívico-sociais nas localidades visitadas.

No dia 14 de novembro, outro Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais, com cerca de 250 militares, embarcados no navio Navio de Desembarque de Carros de Combate “Almirante Saboia”, atracou no Porto de Ilhéus-BA. Os militares atuam em ações de proteção ambiental, corretivas e preventivas, na faixa compreendida entre Ilhéus e Caravelas, no sul da Bahia.

Os Grupamentos Operativos de Fuzileiros Navais são estruturados com componentes de comando, de combate terrestre, de apoio aos serviços ao combate e de combate aéreo, possuindo a capacidade de expandir sua força, em caso de necessidade. Cabe enfatizar que o trabalho dos militares da FFE vem se somar às ações desencadeadas pela Marinha do Brasil, desde o dia 2 de setembro, para mitigar as consequências do desastre ambiental ocorrido no litoral brasileiro.

(CCSM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *