Militares da Marinha atuaram na retirada de passageiros de navio de cruzeiro em Recife

Militares da Marinha atuaram na retirada de passageiros de navio de cruzeiro em Recife

Como parte da Operação Covid-19 do Ministério da Defesa, a Marinha atuou, no sábado (21), na retirada de passageiros de um navio de cruzeiro retido em Recife (PE), desde que um passageiro foi atestado com Covid-19. Militares especializados em Defesa Biológica, Nuclear, Química e Radiológica (DBNQR) foram empregados na missão.

esta imagem não possui descrição

Dentro da Operação Covid-19, caberá também à Marinha estabelecer as ligações com os órgãos competentes para a coordenação das ações nos portos e terminais marítimos, de forma a contribuir com o controle de entrada de passageiros e tripulantes, incluindo informações sobre o trânsito de navios na costa brasileira e, especialmente, quanto à previsão de atracação de navios de cruzeiro.

O Exército, assim como as outras duas Forças Singulares, deverá empregar os seus meios do sistema de saúde e meios operativos. Já a Força Aérea deverá estabelecer ligações com os órgãos federais de coordenação das ações nos aeroportos e fornecer apoio aéreo quando solicitado.

As Forças Armadas apoiarão as triagens de pessoas com suspeitas de infecção para encaminhamento a hospitais. Laboratórios das Forças Armadas foram acionados para trabalhar na realização de exames e produção de insumos.

esta imagem não possui descrição

Além disso, poderão ser instalados hospitais de campanha, com especial cuidado. Há uma elevada demanda e limitada disponibilidade desses meios. Esses hospitais foram concebidos para emprego em operações militares e humanitárias, possuindo, portanto, baixa capacidade de leitos, devendo ser adaptados às condições da presente pandemia.

O Ministério da Defesa criou na última sexta-feira (20) dez Comandos Conjuntos, distribuídos por todo o Brasil. Eles foram ativados para auxiliar os estados no combate ao novo Coronavírus. Foi estabelecido também um Centro de Operações Conjuntas (COC) no Ministério da Defesa para acompanhar a evolução da situação e coordenar o planejamento e emprego das Forças Armadas. O COC funciona de forma integrada com o Centro de Coordenação de Logística e Mobilização (CCLM).

Por Capitão-Tenente Fabrício Costa

Fotos: Marinha do Brasil

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *