Militares encerram participação nas olimpíadas Rio-2016

Militares encerram participação nas olimpíadas Rio-2016

“Uma experiência única, com grandes lições aprendidas”, assim o Primeiro-Tenente (RM2-T) Erik Ávila, do Departamento de Marketing e Grandes Eventos do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN), definiu sua participação na Comissão de Premiação e Hasteamento das Bandeiras dos Países nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016.

Comissão de Hasteamento reunida na Fortaleza de São José
Comissão de Hasteamento reunida na Fortaleza de São José

Depois de 75 dias destacados nos Jogos Rio-2016, o Tenente Érik e outros 62 militares, entre oficiais e praças, estiveram na manhã desta segunda-feira, 19, na Fortaleza de São José da Ilha das Cobras, onde participaram dodebriefing, reunião que teve como objetivo abordar as principais lições aprendidas no período do evento esportivo.

“Por ser profissional da educação física, foi uma experiência única e inigualável poder acompanhar tudo de perto. Representar a Marinha do Brasil junto às outras Forças e, principalmente, representar nosso País em um evento deste porte foi uma oportunidade de grande aprendizado para cada um de nós”, destacou o Tenente.

De acordo com o Encarregado da Comissão de Premiação e Hasteamento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016, Capitão de Fragata (FN) Anderson Neves Navi, o balanço dessa atuação da Marinha do Brasil nas Olimpíadas foi extremamente positivo, tanto pela interação com a sociedade civil, quanto pelo contato com outras agências que atuaram nos Jogos. “Os militares estiveram muito próximos à população e souberam refletir nossa disciplina, marcialidade e tradições, além de demonstrar um grande respeito aos símbolos nacionais”, elogiou.

Tenente Erik Ávila e o Comandante Navi após reunião de encerramento
Tenente Erik Ávila e o Comandante Navi após reunião de encerramento

Ao longo dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016, os militares atuaram nos preparativos do cerimonial dos jogos, na recepção das delegações estrangeiras e no hasteamento das bandeiras por ocasião da premiação nas Olimpíadas.

(CCSM/ FM))

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *