Ministério das Cidades poderá utilizar tecnologia da Engenharia do Exército no controle de suas obras

Brasília (DF) – Em visita ao Comando do Exército Brasileiro, o Ministro das Cidades, Gilberto Kassab, conheceu o Sistema Unificado do Processo de Obras (OPUS), utilizado pelo Departamento de Engenharia e Construção do Exército (DEC) por intermédio da Diretoria de Obras Militares (DOM) em todas as fases de uma obra: na decisão, no planejamento, na execução, no controle e na fiscalização. O ministro atendeu a um convite do presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano (CDU) da Câmara dos Deputados, Deputado Júlio Lopes (PP/RJ), que já conhecia a tecnologia de gestão das obras de engenharia do Exército.

ministerio das cidades 1

A audiência do Ministro Kassab e dos deputados da CDU com o Comandante do Exército, General Villas Bôas, e o Chefe do DEC, General Brandão, foi na quarta-feira (20), no auditório do Gabinete do Comandante do Exército. Nela, o Diretor de Obras Militares, General Eschiletti, explicou o emprego do OPUS.

“É um sistema informatizado de apoio à decisão que visa suportar as funcionalidades de planejamento, programação, acompanhamento, fiscalização, controle, gerência e execução de obras e serviços de engenharia de todas as atividades dos macroprocessos finalísticos do Sistema de Obras Militares (SOM); tanto no nível executivo quanto gerencial e estratégico, uma vez que permite conhecer e acompanhar todas as obras do Exército e seus cronogramas, desde a decisão do empreendimento até a sua finalização,” expôs o General Eschiletti.

ministerio das cidades 2Após conhecer a tecnologia utilizada pela Engenharia do Exército, o Ministro Kassab propôs a criação de um Grupo de Trabalho, com prazo de 30 dias, para analisar a implementação dessa ferramenta, ou de uma semelhante a essa, no controle das obras do Ministério das Cidades.

“São 7000 obras em andamento no Ministério e o Exército tem uma metodologia que poderá ser empregada na gestão do Projeto Minha Casa Minha Vida e em outras obras do Ministério”, salientou o ministro Kassab.

ministerio das cidades 3

Segundo o General Brandão, a economia sempre foi um farol para a Engenharia do Exército.

“Primeiro, eu gostaria de revelar que a visita do Ministro Kassab e dos deputados da CDU nos enche de orgulho, porque é um reconhecimento do nosso trabalho. São oito anos de estudos e de aplicação no desenvolvimento do OPUS como ferramenta de gestão. A economicidade traz benefícios para toda a sociedade brasileira e o que o Exército puder fazer para colaborar com o País, ele não se furtará a fazer. O importante é a gestão em todas as etapas dos empreendimentos, desde a decisão estratégica até o produto final. Tendo planejamento, controle e fiscalização, é possível atingir os objetivos de uma obra”, considera o General Brandão.

O Comandante do Exército colocou a Força à disposição das instituições que procuraram conhecer o processo de gestão das obras militares.

“Na contemporaneidade, ninguém pode pensar em Defesa de maneira isolada; nós temos uma contribuição a dar ao País em relação à tecnologia, ao ensino e em outros processos quando se fala em Engenharia. Estamos à disposição para sentarmos e colaborarmos para o engrandecimento do País”, declarou o General Villas Bôas.

ministerio das cidades 4Para o presidente da CDU, Deputado Júlio Lopes, o Exército está na dianteira do País e com iniciativas semelhantes às de grandes países do mundo no controle e na gestão de suas obras.

“Gostaria de agradecer ao Exército este primeiro passo que estamos dando, uma vez que essa é uma tecnologia de ponta que pode nos ajudar em todas as fases dos empreendimentos que são desenvolvidos no País. A questão da transparência nos processos fica muito evidente e poderemos utilizá-la no acompanhamento e na fiscalização das obras como ferramenta de gestão. É claro que alguns municípios precisarão de mais tempo para se adequarem a essa tecnologia, mas é possível estabelecer um prazo para isso”, declarou o Deputado Júlio Lopes.

ministerio das cidades 5

Com o acerto estabelecido entre as partes, na próxima semana, serão iniciadas reuniões com vistas à assinatura de um convênio para regular a participação do Ministério das Cidades, da Câmara Federal, do Exército Brasileiro e da Caixa Econômica Federal no processo de transferência da metodologia de Engenharia do Exército para as demais instituições. Essa ação vai gerar benefícios para toda a sociedade, pois implicará em melhor gestão no controle das obras públicas.

(CCOMSEX/ FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>