Ministra dos Direitos Humanos visita o Projeto Forças no Esporte em Anápolis

A ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Dias de Valois Santos, juntamente com uma comitiva do Ministério dos Direitos Humanos (MDH) e do Ministério da Defesa (MD), visitou o Projeto Forças no Esporte (PROFESP) na Ala 2, em Anápolis (GO), na terça-feira (26). A visita é uma iniciativa do MD que apresentou o PROFESP à ministra, em Brasília, e a levou até Anápolis para ver, localmente, como funciona.

“O PROFESP de Anápolis é reconhecido como um dos melhores do Brasil, particularmente pelas diversas parcerias que foram estabelecidas com entidades locais. Nesse sentido, o programa floriu, está robusto e com expectativa para ser ampliado em curto prazo”, afirmou o diretor do Departamento de Desporto Militar do MD, almirante Paulo Martino Zuccaro.

Os parceiros do PROFESP em Anápolis são a Prefeitura Municipal, o Governo Estadual e o Juizado da Infância e Juventude do município – que participa ativamente na escolha das crianças e adolescentes que vão integrar o projeto.

“O juizado está [no projeto] desde o começo, quando o programa estava sendo formatado, em 2006. Nós procuramos os bairros de maior vulnerabilidade e maior índice de criminalidade. Escolhemos um bairro e dele trouxemos 100 crianças para a base aérea, para atuar dentro do projeto. E nós já percebemos, nitidamente, nos meses em seguida, o nível de criminalidade baixando dentro do bairro e a diferença que o projeto fez na vida das crianças e nas famílias delas. A vivência com os militares é fundamental para que as crianças possam ter noções de civismo, de disciplina e de amor à pátria”, destacou o juiz Carlos José Limongi Sterse.

Histórico

O PROFESP funciona há 10 anos na Ala 2. São 400 crianças e adolescentes participando no contraturno escolar, duas vezes por semana. Elas desenvolvem atividades físicas e trabalhos pedagógicos. Este ano, as modalidades esportivas ofertadas pelo projeto são: futebol, natação, badminton, xadrez e caratê.

Os participantes do projeto que vêm pela manhã recebem lanche e vão para a escola após o almoço; já os da tarde chegam da escola e vão direto para o almoço e, após o lanche, são deixados na escola para ir para casa.

A ministra Luislinda de Valois ressaltou o interesse em conhecer o projeto. “Estou maravilhada, encantada, o projeto é exitoso e temos que fazê-lo crescer, para vermos a possibilidade de expandi-lo pelo Brasil afora”, disse.

A coordenadora dos Núcleos do PROFESP na Ala 2, profissional de serviço social tenente Kilvia Karla da Silva Oliveira, fala da importância da iniciativa. “Diante da crescente desigualdade social, o PROFESP traz como uma das diretrizes a reversão do quadro de injustiça, exclusão e vulnerabilidade social, acreditando nas potencialidades dos participantes, estimulando-os a sempre sonhar e acreditar na sua capacidade. Nesse sentido, o esporte é utilizado como metodologia benéfica para melhoria das habilidades motoras e sobretudo para trabalhar valores como respeito, solidariedade, disciplina e a inclusão”, ressaltou.

Uma das adolescentes participantes, Ana Carolina Costa Araújo, de 15 anos, falou sobre a importância do projeto em sua vida. “O projeto mudou principalmente o meu desempenho escolar. Ao mesmo tempo em que eu estou aqui, eles me ensinam como agir, como não falar coisas erradas e nem me meter com drogas. Eles sempre ajudam e mostram que a gente tem uma opção de escolha, a gente pode escolher ser o que quiser”, concluiu.

Fotos: Força Aérea/ Divulgação

(MD ASCOM/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>