Ministro da Defesa participa de debate na FIESP sobre o fortalecimento da indústria de defesa

Ministro da Defesa participa de debate na FIESP sobre o fortalecimento da indústria de defesa

São Paulo, 07/11/2016 – O ministro da Defesa, Raul Jungmann, esteve nesta segunda-feira (07), na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) para uma conversa sobre os avanços no âmbito do ministério para a indústria de defesa. Segundo o ministro, o encontro teve por objetivo apresentar aos empresários os temas desenvolvidos no âmbito da pasta nos últimos cinco meses de sua gestão.

defesa-1

“Temos nos debruçado imensamente nesta pauta”, explicou Jungmann. Ele disse que o ministério tem atividades das mais diversas indo da Operação Carro Pipa, que leva água para quatro milhões de nordestinos, passando por ações em Garantia da Lei e da Ordem (GLO), até mesmo as missões de paz.

O ministro informou que as Forças Armadas brasileiras participam das missões sob liderança das Nações Unidas em função do prestígio do país, como a capacidade de inserção diplomática e o desenvolvimento tecnológico. “Para nós é importante o fortalecimento da base industrial de defesa”, afirmou.

Reunião na FIESP

Jungmann esteve em São Paulo para participar da reunião da COMDEFESA, ligado à FIESP no âmbito da indústria de defesa. O ministro foi recebido pelo presidente de federação, Paulo Skaf, que na abertura da plenária destacou a importância de se fortalecer este segmento. “Estou aqui porque tenho enorme interesse neste tema”, contou Skaf.

Em seguida, o secretário de Produtos de Defesa (SEPROD)do MD, Flávio Basílio, fez a apresentação sobre os avanços que estão em curso. Ele destacou a necessidade de ajustes, em especial, no marco regulatório. Segundo Basílio, é preciso que o país tenha uma estratégia comercial para a indústria de defesa.

Para isso os adidos militares vão ter “um papel importante na promoção comercial”. Basílio contou que é preciso produzir um catálogo de produtos para que as autoridades possam apresentar no exterior e, desta forma, alavancar as exportações dos produtos nacionais.

Ele defendeu aproximação mais intensa com a Apex-Brasil, braço do governo na promoção comercial no exterior. O secretário contou também sobre os Diálogos da Indústria de Defesa (DID), iniciado mês passado com os Estados Unidos, e que em 2017 terá o incremento Brasil-Portugal e Brasil- Colômbia. Estão em curso o agendamento destes diálogos com a França, o México e o Reino Unido.

O secretário Flávio Basílio pediu que o empresários paulistas reservassem suas agendas para a LAAD 2017, uma das maiores feiras de segurança e defesa do mundo. Ela acontecerá entre os dias 4 e 7 de abril, no Riocentro, Rio de Janeiro.

Após a apresentação do secretário Basílio, os empresários fizeram indagações. O ministro Jungmann enfatizou sobre a importância desta conversa com a classe empresarial e o assunto será ampliado na próxima reunião, em janeiro de 2017.

O comandante da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira, o comandante Militar do Sudeste, general Mauro Cid, bem como autoridades militares e civis do Ministério da Defesa participaram da reunião na FIESP.

Foto: Helcio Nagamine/Fiesp

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *