Ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, visita núcleo do PROFESP

Brasília(DF) – O ministro do Desenvolvimento Social (MDS), Osmar Terra, visitou, na quarta-feira (11), um dos núcleos do Programa Forças no Esporte (PROFESP), coordenado pelo Centro de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército (CECOMGEX), na Associação de Esporte e Lazer dos Subtenentes e Sargentos do Exército em Brasília (ASSEB). O ministro participou da visita para conhecer de perto as ações desenvolvidas pelo Programa.

Osmar Terra pôde conferir o momento cívico, com a apresentação do Hino Nacional cantado pelas crianças que integram o PROFESP. Futebol, basquete, tênis, artesanato e reforço escolar são algumas das atividades que compõem o núcleo que atende 800 crianças. O ministro conheceu como cada atividade é desenvolvida, visitou a cozinha onde é preparada a alimentação dos alunos e participou de um almoço com os jovens.

“O que o MDS e os ministérios da Defesa e do Esporte fazem aqui é proporcionar a esses jovens, um ambiente em que possam praticar esporte e se desenvolver, tanto por meio de atividades físicas como intelectuais. Queremos mostrar para essas crianças que existe um mundo de valores que as Forças Armadas proporcionam: valores morais, respeito, dignidade e saber conviver em grupo. Tudo isso para que esses jovens passem a ter uma vida muito melhor. Esse é o nosso principal objetivo”, destacou o ministro Osmar Terra, que se mostrou otimista com o trabalho desenvolvido no núcleo do PROFESP.

O PROFESP é uma vertente do Programa Segundo Tempo do Governo Federal, desenvolvido pelo Ministério da Defesa, com o apoio das Forças Armadas, e em parceria com os ministérios do Esporte e do Desenvolvimento Social. O Programa democratiza o acesso à cultura do esporte, promovendo o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes por meio da prática de atividades esportivas, complementares, educacionais e de lazer.

“Graças ao apoio do MDS, as crianças têm acesso às refeições de qualidade: café da manhã, almoço e lanche da tarde”, explicou o chefe do Departamento de Desporto Militar (DDM) do Ministério da Defesa, almirante Paulo Martino Zuccaro. O repasse do MDS para o núcleo do PROFESP na ASSEB é de R$ 70 mil por mês.

O secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto, brigadeiro Ricardo Machado Vieira destacou a importância da parceria com o MDS e o Ministério do Esporte para o desenvolvimento do Programa, uma vez que as crianças têm acesso ao esporte, lazer, cultura, alimentação de qualidade e material esportivo.

“Aqui as crianças aprendem sobre cidadania e têm acesso à disciplina e carinho. Tudo isso nas Forças Armadas nós podemos oferecer. Estamos trabalhando para ampliar o Programa, que já atende 23 mil crianças em todo o território nacional”, afirmou o brigadeiro.

Mudança de vida

Keitili Lorrane França de Jesus tem oito anos e cursa o terceiro ano do ensino fundamental. Com um sorriso no rosto, ingressou no PROFESP em 2017 e é só elogios ao Programa. “Aqui tem várias coisas que eu gosto de fazer, jogar futebol, dançar, pular corda, participar da recreação. Antes, eu brigava muito com o meu irmão, agora nós não brigamos mais e isso eu aprendi aqui”, comentou Keitili.

Outra jovem que é só elogios ao Programa, é Érica Nunes, 11 anos, moradora do Itapuã (DF) e que integra o PROFESP há dois anos. “O que eu mais gosto de fazer aqui é jogar queimada (jogo esportivo muito usado como brincadeira infantil). Também aprendi a nadar e a costurar. Eu é que faço as roupas das minhas bonecas”, disse Érica.

E não é só a vida de crianças e adolescentes que passam por mudanças após o PROFESP. O chefe de cozinha do núcleo do CECOMGEX, sargento da reserva Sérgio Dias atua no projeto há sete anos. “Esse Programa é a melhor coisa que já me aconteceu nesses meus 30 anos de serviços prestados ao Exército. Aqui é um lugar em que a gente se sente muito bem. As pessoas que trabalham aqui, trabalham com muito carinho”, salientou o sargento.

Quem também é um entusiasta do Programa no CECOMGEX é o servidor civil, Sérgio Vinícius Cortes, que contou sobre os planos para que, em breve, os jovens possam ter acesso às aulas de remo e vela.

“A ideia é recuperar e reformar os barcos do Projeto Navegar do Ministério do Esporte e contratarmos professores para que os jovens possam ter aulas dessas duas modalidades. Até o final do ano, teremos uma turma de 30 garotos velejando e navegando e, ano que vem, a meta é chegar a mil crianças”, explicou Sérgio.

 Fotos 1, 2, 3: Sgt Eliseu/ CECOMGEX

Foto 4: MD/ Divulgação

(MD ASCOM/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>