Ministros participam da abertura do PROFESP no Programa Emergencial de Ações Sociais para o Rio

Brasília, 29/03/2018 – O ministro da Defesa interino, general Silva e Luna, e o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, estiveram, nesta quarta-feira (28), na abertura das atividades do Programa Emergencial de Ações Sociais para o estado do Rio de Janeiro e municípios, no qual o Programa Forças no Esporte (PROFESP) desenvolverá ações, entre elas o projeto Navegar, que traz a modalidade náutica para os novos alunos. O evento ocorreu no Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC), organização da Marinha do Brasil, na Ilha do Governador (RJ).

Em atendimento ao Programa Emergencial, criado pelo Decreto Presidencial Nº 9.197, de 14 de novembro de 2017, o PROFESP incorporou 2 mil e 500 jovens, que nesse dia, simbolicamente, iniciaram suas atividades. O objetivo do programa do Governo Federal é prevenir e enfrentar a violência na região metropolitana do Rio, por meio de políticas e ações sociais realizadas de forma integrada e articulada entre os ministérios envolvidos.

Após ser recepcionado pela Guarda de Honra, o ministro Silva e Luna, acompanhado das de autoridades civis e militares, seguiu para o auditório do CIASC, onde declarou oficialmente aberta as atividades. Antes, porém, pode assistir à apresentação de uma oficina musical de flauta doce, que faz parte do programa, e ouvir o depoimento da aluna Camile: “participar do PROFESP é muito importante para mim, pois foi ele que me ajudou a amadurecer e ter expectativa de vida”.

O ministro da Defesa, em discurso no auditório do CIASC, ressaltou que o grande destaque do PROFESP é a entrega de resultados. “Ao final de cada ano de atividade, a gente tem a certeza que aqueles que se afastam do programa, eles são melhores, principalmente para si mesmos, na hora de voltarem para o seio de suas famílias e da sociedade. Intangível para muitos, mas concreto para quem se beneficia do programa”, disse o general Silva e Luna.

Ele lembrou que o Forças no Esporte está presente em todo o território nacional, em todos os estados da Federação e no Distrito Federal, com a participação de cerca de 175 organizações militares. “O que se pretende com isso, além de dar oportunidade, como já foi destacado pelo nosso Secretário da Juventude, acrescentar valores a essas crianças, de modo que elas possam fazer melhores escolhas”, disse.

Do auditório, o ministro seguiu para o campo do Centro de Instrução, onde participou da entrega de camisetas do PROFESP aos novos alunos. Na sequência, assistiu ao desfile de 915 integrantes dos cursos para a formação de sargentos da Marinha, realizados no Centro de Instrução, e de quase 800 crianças, seus professores e instrutores, que compareceram à abertura. A Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais também abrilhantou o evento com suas evoluções.

Silva e Luna ainda visitou as oficinas esportivas que estavam funcionando no ginásio e o refeitório, onde os alunos do PROFESP faziam o lanche da tarde.

Felipe Menezes, morador da Ilha do Governador e novo aluno, participava da oficina de futebol e demonstrou sua alegria com o programa. “ Eu me sinto muito bem, é um esporte que eu sempre quis fazer, e é muito bom, por isso que entrei para o PROFESP. Eu recomendo para todo mundo”, disse.

Também participaram do evento o arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta; o secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do Ministério da Defesa (MD), brigadeiro Ricardo Machado; o comandante geral do Corpo de Fuzileiros Navais, almirante Alexandre José Barreto de Mattos; o diretor do Departamento do Desporto Militar do MD, almirante Paulo Martino Zuccaro; o comandante do CIASC, almirante Carlos Chagas Vianna Braga; o secretário Nacional da Juventude, Francisco de Assis Costa, entre outras autoridades civis e militares.

PROFESP – NAVEGAR

A última atividade na programação do dia marcou o lançamento do projeto PROFESP-NAVEGAR. Do cais do Centro de Instrução Sylvio de Camargo, foi possível observar crianças e adolescentes iniciando a atividade náutica, compondo tripulações de embarcações como veleiros classe “Optimist”, escaleres, canoas e caiaques.

As embarcações foram cedidas pelo Ministério do Esporte, que já é parceiro do PROFESP, e possibilitará a crianças e jovens das comunidades da Ilha do Governador a prática de esportes náuticos, visando à inclusão social, educação física de qualidade e estímulo à consciência ambiental.

A iniciativa conta com o apoio do Instituto Rumo Náutico (Projeto Grael), fundado em 1998, além de receber apoio voluntário do próprio velejador Lars Grael. Só no CIASC serão 400 crianças participantes, mas haverá mais dois núcleos do NAVEGAR, no Centro de Adestramento da Ilha da Marambaia (CADIM) e no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN).

Os alunos poderão participar das seguintes modalidades: vela, que tantas medalhas já trouxe ao Brasil; remo, base de várias agremiações esportivas centenárias, como times de futebol do Rio de Janeiro; e canoagem, de prática simples e de grande capacidade de expansão técnica e popular.

Programa Forças no Esporte

O Programa Forças no Esporte (PROFESP) é desenvolvido pelo Ministério da Defesa, com o apoio das Forças Armadas, e em parceria com os ministérios do Desenvolvimento Social e do Esporte, e no Rio, com a Secretaria Nacional da Juventude.

No turno contrário ao da escola, 24 mil crianças e adolescentes praticam esportes e atividades culturais e educativas, além de terem uma alimentação adequada, com produtos adquiridos exclusivamente da agricultura familiar por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do MDS.

O PROFESP tem por objetivo a prática e a cultura do esporte como forma de promover o desenvolvimento integral, a inclusão social, a cidadania e a melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade.

“Trabalhando com essa população mais vulnerável, trazer esses jovens para que possam ter uma oportunidade, não só se revelarem como grande talento do esporte, como se revelarem também no seu potencial para a vida”, destacou o ministro Osmar Terra.

No Rio de Janeiro, o programa conta ainda com o apoio da Arquidiocese de São Sebastião, contribuindo com a assistência social e a seleção dos alunos.

Fotos: Keven Cobalchini/MD

(MDASCOM/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>