Missões de Paz: Interoperabilidade na essência da palavra

O Ministério da Defesa, por meio da Subchefia de Operações de Paz, participou, no período de 4 a 9 de agosto, da 3ª Reunião de revisão do Manual de Unidades de Aviação Militar em Operações de Paz das Nações Unidas. O objetivo foi finalizar a revisão do manual, que teve início com a primeira reunião que ocorreu em Salvador, no Brasil, de 11 a 15 de fevereiro, sendo seguida por outra em Islamabad, no Paquistão. O evento contou com a presença de representantes da China, França, Gana, Paquistão, Sri Lanka, Organização das Nações Unidas (ONU) e componentes das Forças Singulares (Marinha e Aeronáutica).

3ª Reunião de revisão do Manual de Unidades de Aviação Militar em Operações de Paz das Nações Unidas3ª Reunião de revisão do Manual de Unidades de Aviação Militar em Operações de Paz das Nações Unidas

A reunião, sediada nas instalações da Academia da Força Aérea do Sri Lanka, em China Bay, reuniu oficiais com experiência em missões de paz. O Coronel (FAB) Moura, da Subchefia de Operações de Paz, foi indicado pela ONU como Vice-Chair do grupo de trabalho, sendo um dos principais coordenadores das atividades realizadas para a revisão do manual. A indicação demonstra a confiança das Nações Unidas no excelente desempenho do Brasil, comprovado nas missões de paz em que o país participa. Segundo ele, durante a terceira reunião, a finalização dos trabalhos foi plenamente atingida. Agora, o documento seguirá para a ONU para aprovação.

Coronel (FAB) Moura (centro), da Subchefia de Operações de Paz, foi indicado pela ONU como Vice-Chair do grupo de trabalhoCoronel (FAB) Moura (centro), da Subchefia de Operações de Paz, foi indicado pela ONU como Vice-Chair do grupo de trabalho

A revisão do manual de aviação teve início após as discussões dos capítulos pelos subgrupos de trabalho. As propostas foram apreciadas e aprovadas, devendo ser enviadas para análise nas Nações Unidas, na Divisão de Política, Doutrina e Treinamento do Escritório de Assuntos Militares do Departamento de Operações de Paz das Nações Unidas, quanto ao enquadramento nas normas lá existentes e especialmente aos pontos apresentados no relatório do General Carlos Alberto dos Santos Cruz para ONU – “Cruz Report”. Em seguida, o manual poderá ser publicado e suas orientações cumpridas por todos os componentes das missões de paz.

(MD ASCOM/FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>