Na Itália, ministro destaca a importância da FEB nas comemorações dos 70 anos da vitória na 2ª Guerra Mundial

Pistóia (Itália), 08/05/2015 – Em cerimônia que marcou as comemorações dos 70 anos da vitória dos aliados sobre o nazi-fascismo, o ministro da Defesa, Jaques Wagner, representando a Presidenta Dilma Rousseff, depositou coroa de flores no Monumento Votivo Militar Brasileiro, mais conhecido como o Cemitério de Pistóia, na Itália. No local, foram sepultados os pracinhas da Força Expedicionária Brasileira (FEB) que morreram no combate às tropas inimigas e que na década de 60 foram transladados para o Brasil.

na italia 1

Cerimônia em comemoração aos 70 anos do Dia da Vitória na Itália

Em discurso, o ministro destacou o importante papel da FEB na luta pela democracia e pela liberdade em solo italiano, além de ressaltar a relação de amizade e cooperação entre os povos brasileiro e italiano. O ministro ressaltou ainda a importância da vitória dos aliados contra o nazismo que foi uma tragédia para a humanidade. “Foi uma vitória das forças da paz, da democracia, da solidariedade e do progresso social”, afirmou Wagner. O ministro relembrou que a tragédia acarretou a morte de mais de 50 milhões de pessoas, sendo 12 milhões nos campos de concentração nazistas.

A solenidade teve início com o hasteamento da bandeira brasileira. Em seguida, foram executados os hinos do Brasil e da Itália. Durante o evento, Jaques Wagner recebeu a comenda Cruz Europeia da Federação Italiana de Combatentes Aliados.

na italia 2

Ministro recebe a comenda Cruz Europeia da Federação Italiana de Combatentes Aliados

Na sequência, foram colocadas coroas de flores em homenagem aos mortos, em nome da prefeitura, polícia e Província de Pistóia, bem como do governo brasileiro. Enquanto se dava o momento de depositar as flores, se realizou o toque de silêncio.

Depois da cerimônia em Pistóia, o ministro brasileiro visitou a gruta de Staffoli, local onde os pracinhas faziam suas preces na época da guerra. A gruta foi construída pelos soldados brasileiros e foi mantida pela comunidade italiana até os dias atuais.

Além do ministro Jaques Wagner, participaram da cerimônia o embaixador do Brasil na Itália, Ricardo Neiva Tavares, o Secretário de Segurança de Pistóia, Ângelo Ciuni, a presidente da Província de Pistóia, Federica Fratoni, o adido do Exército na Itália, coronel Mario Felizardo Medina e o adido de Defesa e Aeronáutico do Brasil na Itália e Eslovénia, coronel Frederico Alberto Marcondes Felipe. Estiveram no monumento diversos prefeitos de cidades em que a FEB combateu durante a Segunda Guerra Mundial.

No começo da tarde da sexta-feira (08), Jaques Wagner seguiu da Itália para Moscou (Rússia). No sábado (09), em cerimônia que ocorre na Praça Vermelha, em Moscou (Rússia), Wagner, juntamente com diversos Chefes de Estado e de Governo, além de líderes internacionais, assistirá a um desfile com mais de 15 mil integrantes, incluindo militares das Forças Armadas da Comunidade dos Estados Independentes (CEI) e de países estrangeiros. Militares em muitas unidades estarão vestindo uniformes da época da Grande Guerra Patriótica.

Serão envolvidos ainda 194 viaturas militares e 143 helicópteros e aeronaves. Também desfilarão pela primeira vez unidades do blindado BMD-4M, o Transporte de Tropas “Rakushka”, e o complexo da Força de Mísseis Estratégicos Móvel Yars. O evento lembra um grande momento da história da humanidade, quando os militares soviéticos derrotaram as forças nazistas na Europa.

Foto: Divulgação MD

(MD ASCOM/ FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>