Na Suécia, Defesa participa da apresentação do novo Gripen NG

Brasília, 18/05/2016 – A nova geração da aeronave de combate Gripen E/NG foi apresentada nesta quarta-feira, em Linköping, na Suécia, em cerimônia que contou com as presenças dos comandantes da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Rossato, e da Força Aérea da Suécia, general Mats Helgesson.

O comandante da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Rossato, participou da apresentação da aeronave na Suécia

O comandante da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Rossato, participou da apresentação da aeronave na Suécia

Considerada uma das mais modernas do mundo, chamada de smartfighter (caça inteligente), a aeronave é fruto do programa FX-2, lançado pela Força Aérea Brasileira (FAB) para aquisição de nova frota de aeronaves de caça.

O brigadeiro Rossato lembrou que a proposta apresentada pela Suécia foi a que melhor atendeu aos requisitos exigidos pelo Brasil. “Buscamos não apenas absorver tecnologia, mas sermos parceiros no desenvolvimento”, disse.

“Recursos humanos altamente especializados, acompanhados pelo processo de transferência de conhecimento, proporcionarão um novo impulso ao desenvolvimento de nosso complexo cientifico-tecnológico, o que julgo ser o mais importante legado deixado por esse projeto promissor”, completou o comandante da FAB.

Considerada uma das mais modernas do mundo, chamada de smartfighter (caça inteligente), a aeronave é fruto do programa FX-2

Considerada uma das mais modernas do mundo, chamada de smartfighter (caça inteligente), a aeronave é fruto do programa FX-2

Representando o Ministério da Defesa, também esteve na cerimônia o brigadeiro José Augusto Crepaldi, diretor do Departamento de Produtos de Defesa (DEPROD) da Pasta.

Para Crepaldi, a apresentação da aeronave materializa uma série de etapas do programa Gripen NG e comprova o acerto do Ministério da Defesa e da FAB no sentido de buscar uma aquisição que impulsione a indústria nacional, gerando crescimento ao setor tecnológico e científico.

Brigadeiro Rossato lembrou que a proposta apresentada pela Suécia foi a que melhor atendeu aos requisitos exigidos pelo Brasil

Brigadeiro Rossato lembrou que a proposta apresentada pela Suécia foi a que melhor atendeu aos requisitos exigidos pelo Brasil

As tecnologias que o Brasil passará a dominar com esse projeto vão desde a integração de sistemas até a aerodinâmica em aeronaves supersônicas e tecnologias de invisibilidade de aeronaves.

“O Brasil já é a terceira maior indústria aeronáutica do mundo, com o Gripen, buscamos junto às indústrias brasileiras do setor aéreo de Defesa quais as tecnologias deveriam ser demandadas dentro do projeto FX-2. Essas tecnologias identificadas pela indústria do setor aeroespacial são justamente as que iremos atingir com esse processo”, afirmou.

Fazem parte do projeto Gripen NG empresas como a Embraer, a Akaer Engenharia, a AEL e a INBRA.

Fotos: Divulgação Saab

(MD ASCOM/ FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>