Navio-Veleiro Cisne Branco regressa da Comissão “América 2014”

Navio-Veleiro Cisne Branco regressa da Comissão “América 2014”

No período de 8 de fevereiro a 10 de agosto, o Navio-Veleiro “Cisne Branco” participou da Comissão “América 2014”. No seu regresso ao porto sede, o navio atracou na Base Naval do Rio de Janeiro (BNRJ), ocasião em que a tripulação foi recepcionada pelo Comandante da Força de Superfície e por inúmeros familiares e amigos.

Navio-Veleiro “Cisne Branco”
Navio-Veleiro “Cisne Branco”

Durante o período da comissão, o navio participou de regatas, realizou ação de presença e estreitamento de laços de amizade com os países visitados e Marinhas amigas. Foram visitados os seguintes portos: Itajaí (SC); Belém (PA); e Natal (RN), no Brasil; Punta Del Leste, no Uruguai; Mar Del Plata e Ushuaia, na Argentina; Cabo de Hornos, Punta Arenas, Talcahuano e Valparaíso, no Chile; Callao, no Peru; Manta, no Equador; Cartagena das Índias, na Colômbia; La Guaira, na Venezuela; Santo Domingo, na República Dominicana; Cozumel e Vera Cruz, no México; e San Juan em Porto Rico.

O Navio foi construído no estaleiro Damen Shipyard, em Amsterdã, teve a quilha batida, em 9 de novembro de 1998, e foi lançado ao mar em 4 de agosto de 1999. Entregue em 4 de fevereiro de 2000 e incorporado à Armada, em 9 de março de 2000, no dia da largada da Regata Internacional Comemorativa aos 500 Anos do Descobrimento, em Lisboa. Tendo percorrido a rota de Cabral, aportou ao Brasil na mesma data do navegador (22 de Abril), participando de todas as celebrações na costa brasileira.

É a terceira embarcação e o segundo veleiro a ostentar esse nome na Armada Brasileira. Em heráldica, a figura do cisne significa uma feliz travessia e um bom augúrio.

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *