Oficiais do Curso de Infantaria do Exército visitam a Força de Submarinos

No dia 23 de setembro, 140 oficiais alunos do Curso de Infantaria da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO), do Exército Brasileiro visitaram a força de Submarinos. “Tivemos a oportunidade ímpar de conhecer a complexidade que envolve a operacionalidade da Força de Submarinos, além do emprego de seus meios na aplicação do Poder Naval em prol da defesa da Pátria”, destacou o Capitão Raimundo Paulino Viana Júnior, em nome dos alunos.

Oficiais da EsAO após a visita ao Submarino “Tikuna”

Oficiais da EsAO após a visita ao Submarino “Tikuna”

O evento, que contribuiu para incrementar a interoperabilidade entre as Forças, foi iniciado com a recepção dos oficiais no Auditório do Centro Hiperbárico, no Centro de Instrução Almirante Átilla Monteiro Aché. Após a exibição do vídeo institucional sobre a Força de Submarinos, o grupo pôde observar a complexa instalação utilizada pela Marinha na prática de mergulho saturado. Em seguida, os capitães conheceram os Treinadores de Imersão e Ataque, simuladores voltados ao adestramento de oficiais e praças submarinistas.

Na sequência da visita, a bordo do Submarino “Tikuna”, os oficiais da EsAO puderam conhecer os seus principais sistemas. Por fim, o grupo seguiu ao Grupamento de Mergulhadores de Combate, onde tiveram a oportunidade de conhecer os principais equipamentos que fazem parte do inventário da Organização Militar. Entre eles, destacaram-se os “FROGS”, respiradores em circuito fechado inibidores à formação de bolhas que denunciam a trajetória do mergulhador, e a “Lança Fateixa”, lançador pneumático com alcance de 75 metros que permite escalar o costado de embarcações durante ações de retomada.

(CCSM/ FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>