Operação Covid-19: emprego das Forças Armadas na missão completa cinco meses

Operação Covid-19: emprego das Forças Armadas na missão completa cinco meses

As Forças Armadas vêm atuando, desde a ativação do Centro de Operações Conjuntas, pelo Ministério da Defesa, na coordenação e no planejamento do emprego de militares no combate à Covid-19. Cinco meses depois, as Forças Armadas atuam nessa missão em prol da vida dos brasileiros.

A partir de dez Comando Conjuntos, distribuídos por todo o território nacional, os militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica contribuem no transporte aéreo de materiais de saúde, distribuição de cestas básicas, doação de sangue, desinfecção de espaços públicos, dentre outras necessidades.

Durante os últimos 150 dias, a atuação do efetivo atingiu 34 mil homens e mulheres das Forças da Defesa, o emprego de 107 embarcações, 85 aeronaves e 1.802 viaturas no apoio ao desempenho das atividades.

MD_NOTICIAS_20200820_NOT06_F01.jpeg

Atividade Logística
A capilaridade das Forças Armadas possibilitou a prontidão no transporte de 21.324 toneladas de mantimentos por via terrestre e de 727 toneladas por meio aéreo, apoiando famílias em situação de vulnerabilidade social, bem como as comunidades quilombolas e indígenas por todo o País. Houve, ainda, a distribuição de 1.006.382 kits de mantimentos, 656.647 alimentos prontos para consumo e 320.195 materiais de higiene.
Em diversas oficinas das Forças, foram produzidas 580.202 máscaras de proteção, 13.540 protetores faciais tipo face shield e 24.555 litros de álcool em gel. Para manter equilibrados os estoques de bancos de sangue nos 26 estados e no Distrito Federal, 28.523 militares doaram sangue. Ações de conscientização, palestras, destribuição de panfletos e orientação junto à população, também foram métodos de evitar o contágio pelo novo coronavírus e disseminar os cuidados a serem adotados, que somaram 5.581 campanhas.

MD_NOTICIAS_20200820_NOT06_F02.jpeg

Atividade Operacional
Em outra frente de ação no combate à Covid-19, militares desinfectaram áreas de grande circulação, totalizando 5.098 locais públicos higienizados, dentre eles: terminais rodoviários, escolas, hospitais, estações de metrô e órgãos públicos civis e militares. Com o intuito de adestrar e multiplicar esse conhecimento e, assim, possibilitar que outros agentes, militares e civis, continuem as ações de limpeza, foram capacitados 15.366 pessoas.

Simultaneamente, em vias marítimas, foram realizadas 2.338 patrulhas fluviais e 35 navais, além de apoio aos órgãos de segurança pública no controle de circulação na fronteira, em 9.769 postos, montagem de 4.591 barreiras sanitárias e de 2.030 postos de triagem. Além disso, órgãos de saúde, por todo o Brasil, contaram com o auxílio dos homens e mulheres da Defesa em 2.948 ações.

MD_NOTICIAS_20200820_NOT06_F03.jpeg

Ações em Curso
No âmbito do Comando Conjunto Norte, militares habilitados em Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (DNBQR), do 2° Batalhão de Operações Ribeirinhas, descontaminaram, preventivamente, o Centro de Referência Especializado em Assistência Social – Rosana Campos (PA). Durante inspeção naval, militares da Capitania Fluvial de Santarém realizaram ações de conscientização e entregaram panfletos na orla de Santarém (PA).

Em Brasília (DF), coordenado pelo Comando Conjunto Planalto, houve capacitação de funcionários e descontaminação das instalações do Tribunal Superior Eleitoral, em áreas de uso comum, como: corredores, escadas, corrimãos, maçanetas e portas. A atividade foi realizada por militares do Batalhão da Guarda Presidencial e do 16º Batalhão Logístico.

Em outra atividade, em Palmas (TO), durante inspeção naval, militares da Marinha, por meio da Capitania Fluvial do Araguaia, prestaram orientações sobre medidas de prevenção e de higiene, modos de transmissão e os cuidados a serem tomados pela população no combate ao novo coronavírus.

Já no Comando Conjunto Amazônia, militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica doaram sangue na Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (AM), incentivando as pessoas a aderirem ao gesto humanitário.

No Comando Conjunto Leste, houve capacitação e desinfecção no Programa de Atendimento a Refugiados e Solicitantes de Refúgio, em Cáritas (RJ). O Pares atende refugiados de mais de 60 nacionalidades e tem como objetivo promover o acolhimento, assegurar os direitos dos refugiados e criar condições para que eles possam reconstruir a vida no Brasil. Ainda na mesma frente de ação, militares do Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (RJ) passaram por capacitação. Na ocasião, militares do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais especializados em Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica descontaminaram o local.

MD_NOTICIAS_20200820_NOT06_F04.jpeg

Operação Covid-19
O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate ao novo coronavírus. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia.

Por Tenente Helena, com informações dos Comandos Conjuntos.
Fotos: divulgação Forças Armadas

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *