Órgãos federais integram informações para combate a crimes ambientais na Amazônia

Órgãos federais integram informações para combate a crimes ambientais na Amazônia

Representantes de dez órgãos federais estão integrando informações e dados visando apoio a equipes de campo que atuam no combate a crimes ambientais na Amazônia Legal durante a Operação Verde Brasil 2.

esta imagem não possui descrição

No trabalho desenvolvido a partir do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), os técnicos trabalham em conjunto, reunindo sistemas, bases de dados, imagens de satélites e informações de campo. Por meio dessa análise, que leva em conta a especificidade de cada órgão, são produzidos relatórios que subsidiam os agentes de campo.

A equipe multidisciplinar utiliza algoritmos que apontam as áreas prioritárias, o que facilita o planejamento para a atuação dos militares das Forças Armadas, agentes ambientais e força policial, no combate ao desmatamento e garimpos ilegais durante a operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) ambiental.

esta imagem não possui descrição

“Com informações mais precisas e atualizadas, as equipes de campo conseguem planejar melhor o aparato logístico e alcançam melhores resultados no combate às ações ilegais na Amazônia”, afirma o analista do Serviço Florestal Brasileiro, Bernardo Trovão.

A equipe conta com representantes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Agência Nacional de Mineração (ANM), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Fundação Nacional do Índio (Funai), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Serviço Florestal Brasileiro (SFB).

Órgão do Ministério da Defesa, o Censipam foi designado como coordenador da Subcomissão de Integração de Sistemas do Conselho Nacional da Amazônia Legal. O conselho é liderado pela Vice-Presidência da República e conta com a participação de 14 ministérios.

Operação Verde Brasil 2

A Operação Verde Brasil 2 é coordenada pela Vice-Presidência da República, em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública. A missão deflagrada pelo Governo Federal, em 11 de maio de 2020, visa ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal. A determinação presidencial para emprego das Forças Armadas em Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicada no Diário Oficial da União por meio do Decreto n° 10.341, de 6 de maio de 2020, e tem validade para o período de 11 de maio a 10 de junho do corrente ano.

Para cumprir a determinação presidencial, o Ministério da Defesa ativou três Comandos Conjuntos. São eles: Comando Conjunto Príncipe da Beira (CCj PB), em Porto Velho (RO); Comando Conjunto Barão de Melgaço (CCj BM), em Cuiabá (MT); e Comando Conjunto Marechal Soares de Andrea (CCj MSA), em Belém (PA). Assim como na Operação Verde Brasil ocorrida em 2019, o Centro de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa coordena as atividades a partir de Brasília (DF). Ainda participam da missão integrantes da Polícia Federal, Policia Rodoviária Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), Força Nacional de Segurança Pública, Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam).

Por Willian Cavalcanti
Fotos: Verônica Santana/Censipam

(MD ASCOM/FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *