Pesquisadores brasileiros ganham destaque internacional com artigo sobre fibra óptica

Sensor desenvolvido tem potencial para várias aplicações nas áreas militar e civil

Um dos 20 artigos científicos sobre fibra óptica mais baixados da internet em 2014 em todo o mundo foi elaborado pela equipe do Instituto de Estudos Avançados (IEAv), órgão ligado ao Comando da Aeronáutica. A constatação foi da Optical Society of America (OSA), uma das sociedades internacionais mais respeitadas na área de fotônica. Entre os 20 estudos referentes a pesquisas científicas que foram destacados pela OSA, apenas esse foi desenvolvido em instituições sul-americanas.

FIBRA OPTICA 2

O grupo de pesquisadores, ligado ao Laboratório de Eletromagnetismo Computacional (LEC), desenvolveu, em parceria com cientistas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), um sensor de fibra óptica que permite monitorar, de forma independente, a pressão em dois diferentes pontos da fibra. O artigo demonstra a técnica baseada no uso de fibras ópticas micro-estruturadas birrefringentes, especialmente fabricadas pela equipe de pesquisa, para ter alta sensibilidade à pressão.

O tipo de sensor desenvolvido e sua técnica de monitoração têm potencial para várias aplicações nas áreas militar e civil. O sensor possibilita monitorar a pressão em sistemas aeronáuticos, tais como pressurização de cabine, sistema de lubrificação e injeção de combustível. Além disso, pode ser empregado no setor espacial, em aeronaves e em trajes espaciais.

As aplicações civis são muitas, pois sensores de pressão são empregados no monitoramento de processos em indústrias químicas, de alimentos, no setor farmacêutico e no setor de petróleo. O monitoramento óptico de pressão de dois pontos da fibra, de forma independentemente e com baixo custo, é um grande diferencial do IEAv, já que a monitoração distribuída de pressão com fibras ópticas ainda é um desafio técnico a ser superado.

Segundo um dos autores do artigo, o pesquisador Marcos Antônio Ruggieri Franco, o próximo passo do projeto é o desenvolvimento de uma fibra óptica que permita o sensoriamento em diversos pontos, a chamada multiplexação. “O mundo todo, hoje, busca por uma solução para medições de pressão através de sensores ópticos, pois eles são úteis em inúmeras situações. No caso de perfuração de um poço de petróleo do pré-sal, por exemplo, o uso de uma fibra que percorresse todo o poço e fornecesse à equipe monitoramento de pressão em vários pontos, aumentaria a eficiência do processo e diminuiria o risco de acidentes”, ressalta.

(CECOMSAER/ FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>