Primeiros especialistas em Gaita de Fole do Exército

Brasília (DF) – Quatro jovens de São Gonçalo (RJ) acabam de iniciar uma jornada única no Exército Brasileiro: são os primeiros músicos a ingressarem por serem especialistas na gaita de fole. Eles foram selecionados para integrarem a recém-criada Banda Marcial do Exército, no Batalhão de Guarda Presidencial (BGP).

GAITA 5

A vivência musical dos Sargentos Leonardo Fonseca Goulart, 21, Jedson Gomes Ferreira Lauriano, 24, Lucas de Almeida Carlos, 20, e Renato Silva Ribeiro, 26, começou num projeto social realizado há 16 anos, quando o Suboficial da Reserva da Marinha, José Paulo Pereira Filho, o “J. Paulo”, decidiu compartilhar, nas escolas de São Gonçalo, o conhecimento e a experiência com crianças e adolescentes.

GAITA 2

“Eu notei que esses adolescentes gostam do desafio de tocar um instrumento diferente, usar uma roupa diferente. Eu diminuo o tempo ocioso deles. Eles têm muita carência de alguma coisa por fazer, lá o tráfico domina toda a área”, conta J. Paulo, contextualizando o interesse dos jovens pela gaita de fole, um instrumento milenar, mas ainda considerado exótico no Brasil.

GAITA 1

Para o Sargento Lucas, foi muito bom aliar a música com a carreira militar. “Muitos jovens onde eu moro têm o tempo muito ocioso, levam a vida para as drogas, para o tráfico. Eu tive a oportunidade de, na música, encontrar o meu lugar. E agora ainda posso ser militar, uma carreira com a qual sempre sonhei”, afirma.

GAITA 4

Antes da seleção realizada pelo Exército, a gaita de foles já estava presente nas bandas militares, com músicos que ingressaram na Força pela especialização em outros instrumentos. O Subtenente Gileno Silva Ferreira, mestre da Banda Marcial no BGP, acompanha os quatro novos gaiteiros desde que se apresentaram para o serviço e elogia o desempenho deles.

GAITA 3

Ele lembra que as gaitas de fole têm papel na guerra pelo menos desde o século XIX: “As gaitas de fole estão muito ligadas à atividade militar em campo de batalha, elas eram utilizadas pelos militares para transmitir comandos para o avanço das tropas”. A Banda Marcial se diferencia das demais porque os instrumentistas geralmente apresentam-se ao ar livre e incorporam movimentos corporais, como algum tipo de marcha.

(CCOMSEX/ FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>