Programa Calha Norte incrementa qualidade de vida em municípios do Amapá

Programa Calha Norte incrementa qualidade de vida em municípios do Amapá

De 14 a 16 de janeiro de 2020, o Departamento do Programa Calha Norte (DPCN) participou da inauguração da obra de revitalização do Mercado Central de Macapá (AP) e realizou vistoria de obras na região do Amapá.

O Mercado Central de Macapá, inaugurado em 1953, considerado reduto de compras das famílias amapaenses, preservava, até a revitalização, serviços como venda de horti-fruti e consertos de sapatos, além de lanchonetes, peixarias e açougues.

A obra, primeira grande reforma desde sua criação, é resultado de um convênio celebrado entre o DPCN e a Prefeitura Municipal de Macapá: um investimento de R$ 2.659.600,00. A ampliação e a revitalização fizeram com que um dos cartões postais da cidade ganhasse novos ares, sem perder sua arquitetura colonial. O monumento conta com 63 boxes, sendo 21 quiosques com divisórias em vidro e mais três ilhas na área térrea, 24 no espaço superior (mezanino) e 15 boxes no entorno. Há ainda espaço para shows, elevador de acessibilidade, novas escadas, telhado termo-acústico, piso em porcelanato e, na parte externa, calçadas por toda a área do entorno, além de um jardim na entrada.

esta imagem não possui descriçãoMercado em Macapá-AP (antes e depois) 

Em um segundo momento, foram realizadas vistorias em obras nos municípios de Porto Grande, Santana e Magazão.

Em Porto Grande (AP), a vistoria foi na construção do Estádio Municipal Charles Brito, em fase de execução do serviço de drenagem do campo de futebol. Valor da obra: R$ 750.751.000,00.

esta imagem não possui descriçãoCampo de futebol do estádio em execução em Porto Grande (AP)

No município de Santana (AP), a vistoria foi nas obras de pavimentação de ruas em bloco sextavado, sarjeta, meio fio e calçadas com pisos táteis em ladrilho hidráulico. Obras dessa natureza têm impacto extremamente positivo na vida dos moradores, principalmente durante o inverno amazônico, quando há grande intensidade pluviométrica. Valor da obra: R$ 830.613,00.

esta imagem não possui descriçãoIlha de Santana-AP (antes e depois) 

A comunidade São João fica a 160 km da sede do munícipio de Mazagão (AP). O acesso é feito pelos rios Amazonas e Ajuruxi, com tempo estimado de 2h e 30min para deslocamento em lancha rápida, e de 6 horas em embarcação convencional da região. Nessa comunidade, foi vistoriada a construção de uma escola de ensino fundamental, que beneficiará cerca de 60 crianças. Anteriormente, a escola funcionava em uma instalação de madeira. Valor da obra: R$ 501.000,00.

esta imagem não possui descriçãoEscola na comunidade São João (antes e depois)

Com informação e fotos do Departamento do Programa Calha Norte (DPCN)

(MD ASCOM/FM))

De 14 a 16 de janeiro de 2020, o Departamento do Programa Calha Norte (DPCN) participou da inauguração da obra de revitalização do Mercado Central de Macapá (AP) e realizou vistoria de obras na região do Amapá.

O Mercado Central de Macapá, inaugurado em 1953, considerado reduto de compras das famílias amapaenses, preservava, até a revitalização, serviços como venda de horti-fruti e consertos de sapatos, além de lanchonetes, peixarias e açougues.

A obra, primeira grande reforma desde sua criação, é resultado de um convênio celebrado entre o DPCN e a Prefeitura Municipal de Macapá: um investimento de R$ 2.659.600,00. A ampliação e a revitalização fizeram com que um dos cartões postais da cidade ganhasse novos ares, sem perder sua arquitetura colonial. O monumento conta com 63 boxes, sendo 21 quiosques com divisórias em vidro e mais três ilhas na área térrea, 24 no espaço superior (mezanino) e 15 boxes no entorno. Há ainda espaço para shows, elevador de acessibilidade, novas escadas, telhado termo-acústico, piso em porcelanato e, na parte externa, calçadas por toda a área do entorno, além de um jardim na entrada.

esta imagem não possui descrição

 

 Mercado em Macapá-AP (antes e depois) 

Em um segundo momento, foram realizadas vistorias em obras nos municípios de Porto Grande, Santana e Magazão.

Em Porto Grande (AP), a vistoria foi na construção do Estádio Municipal Charles Brito, em fase de execução do serviço de drenagem do campo de futebol. Valor da obra: R$ 750.751.000,00.

esta imagem não possui descrição

 

Campo de futebol do estádio em execução em Porto Grande (AP)

No município de Santana (AP), a vistoria foi nas obras de pavimentação de ruas em bloco sextavado, sarjeta, meio fio e calçadas com pisos táteis em ladrilho hidráulico. Obras dessa natureza têm impacto extremamente positivo na vida dos moradores, principalmente durante o inverno amazônico, quando há grande intensidade pluviométrica. Valor da obra: R$ 830.613,00.

esta imagem não possui descrição

 

Ilha de Santana-AP (antes e depois) 

A comunidade São João fica a 160 km da sede do munícipio de Mazagão (AP). O acesso é feito pelos rios Amazonas e Ajuruxi, com tempo estimado de 2h e 30min para deslocamento em lancha rápida, e de 6 horas em embarcação convencional da região. Nessa comunidade, foi vistoriada a construção de uma escola de ensino fundamental, que beneficiará cerca de 60 crianças. Anteriormente, a escola funcionava em uma instalação de madeira. Valor da obra: R$ 501.000,00.

esta imagem não possui descrição

 

 Escola na comunidade São João (antes e depois)

Com informação e fotos do Departamento do Programa Calha Norte (DPCN)

Assessoria de Comunicação Social (ASCOM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *