Projeto Rondon e Programa Forças no Esporte são homenageados no Dia Nacional do Voluntariado

Na data em que se comemora o Dia Nacional do Voluntariado, a Casa Civil da Presidência da República homenageou os milhões de brasileiros que se dedicam à causa. Em cerimônia realizada em Brasília (DF), o presidente Michel Temer assinou um decreto que cria o Programa Nacional de Voluntariado, Viva Voluntário, e o Prêmio Nacional de Voluntariado, além de agraciar o Ministério da Defesa pelos trabalhos desenvolvidos no Projeto Rondon e no Programa Forças no Esporte (Profesp).

A solenidade foi aberta pelas crianças que integram o Programa Forças no Esporte entoando o Hino Nacional, acompanhadas da Banda de Fuzileiros Navais. “Dou os parabéns as crianças do Profesp que cantaram o Hino Nacional, com disciplina e patriotismo. Quem é capaz de voluntariamente ajudar está devolvendo à comunidade o que recebeu ao longo do tempo”, ressaltou o presidente Michel Temer.

Além do Ministério da Defesa, foram premiadas pela Presidência da República nove instituições que se dedicam a causa voluntária. “Essa premiação é um reconhecimento a um trabalho que o Ministério da Defesa, por intermédio das Forças Armadas, faz há bastante tempo. Essa homenagem dá a divulgação ao trabalho que nós fazemos e nos deixa orgulhosos por saber que o Brasil está vendo aquilo que está sendo feito”, destacou o secretário-geral do Ministério da Defesa, general Joaquim Silva e Luna.

O secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do Ministério da Defesa, brigadeiro Ricardo Machado, relata que o Ministério da Defesa e as Forças Armadas sempre fizeram um excelente trabalho na área social. “Na nossa Secretaria temos o Programa Forças no Esporte, que atende crianças com vulnerabilidade social e muito nos orgulha, e o Projeto Rondon, voltado para o estudante universitário que leva boas práticas a municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)”, explica Machado.

Projeto Rondon

O Projeto Rondon é uma ação governamental que, em parceria com as Instituições de Ensino Superior, visa somar esforços com as autoridades municipais e as lideranças comunitárias, a fim de contribuir com o desenvolvimento local sustentável e na construção e promoção da cidadania.

Coordenado pelo Ministério da Defesa, o Projeto Rondon conta, ainda, com a participação, dos ministérios do Desenvolvimento Social, da Educação, do Esporte, da Integração Nacional, do Meio Ambiente e da Saúde, além da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário da Casa Civil e da Secretaria de Governo da Presidência da República.

“Os voluntários do Projeto Rondon são os Rondonistas. Eles são estudantes e professores universitários que abdicam do seu período de férias para levar o desenvolvimento sustentável para comunidades menos assistidas do nosso Brasil. Os rondonistas ministram oficinas para impactar lideranças comunitárias e agentes multiplicadores”, comenta o coordenador-geral do Projeto, brigadeiro Augusto Cesar Amaral.

Em 50 anos de história, o Projeto Rondon realizou 76 operações, em 1.142 municípios de 23 estados, envolvendo a participação de 2.170 Instituições de Ensino Superior (IES) e 21.436 universitários e professores, atingindo com suas ações multiplicadoras mais de dois milhões de pessoas.

Profesp

O Programa Forças no Esporte, desenvolvido em parceria pelos ministérios da Defesa, do Esporte e do Desenvolvimento Social e Agrário, atua em 93 municípios de todos estados e do Distrito Federal, envolvendo 175 Organizações Militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica.

O Profesp beneficia mais de 22 mil crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, com idades entre 6 e 18 anos, regularmente inscritos no sistema de ensino público. Os alunos participam de atividades esportivas educacionais e de lazer, de reforço escolar, de aulas de música, de laboratórios de informática visando à inclusão digital e de oficinas de treinamentos que orientam para diversas especialidades técnicas, facilitando o ingresso no mercado de trabalho. As atividades ocorrem três vezes por semana nas Organizações Militares das três Forças.

“É muito gratificante trabalhar com as crianças, ter um retorno afetivo. Você vê a evolução das crianças tanto social, como educacional. Eles se sentem gratos pelo pequeno esforço que nós fazemos. Todo mundo deveria praticar um trabalho voluntário na sociedade”, diz Cláudio Mohammad, voluntário do Profesp, na Ala 1, em Brasília.

O Programa contribui para redução da evasão escolar e melhoria dos resultados educacionais, redução da violência social dentro das famílias e da sociedade, melhoria da saúde, consciência ambiental, melhor integração social, aumenta o interesse pela prática de esportes, promove o trabalho em equipe, além de revelar jovens com potencial para se tornarem atletas de alto rendimento.

Fotos: Tereza Sobreira/MD

(MD ASCOM/ FM)

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>