Projeto Rondon inicia em Mato Grosso atividades de 2016

Projeto Rondon inicia em Mato Grosso atividades de 2016

Brasília, 11/01/2016 – Com a presença de 82 rondonistas, professores, representantes do Ministério da Defesa (MD) e do Governo do Estado de Mato Grosso, foi realizada no sábado (9), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, a cerimônia que marca o início dos trabalhos de 2016 do Projeto Rondon. A edição regional em Mato Grosso é a primeiro do ano e ocorre até o dia 23 de janeiro.

Rondonistas da Operação Paiaguás
Rondonistas da Operação Paiaguás

Coordenado pelo Ministério da Defesa, o Projeto Rondon – uma homenagem ao marechal que desbravou o território nacional no início do século XX – é uma iniciativa que estimula a participação de estudantes universitários no processo de desenvolvimento sustentável e fortalecimento da cidadania em municípios isolados e com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Em discurso durante a cerimônia que abre as ações de 2016 da operação, o governador do Estado de Mato Grosso, Pedro Taques, enfatizou que os estudantes têm um papel muito significativo na transformação da sociedade. “Vocês devem agarrar esse projeto com unhas e dentes, que será uma semente na qual a sociedade irá cultivar”, afirmou Taques.

Pedro Taques, governardor de Mato Grosso
Pedro Taques, governardor de Mato Grosso

O governador ressaltou, ainda, a importância do trabalho do marechal Cândido Rondon – patrono das Comunicações Nacionais e patrono da Arma de Comunicações do Exército – no processo de desenvolvimento de Mato Grosso e do Brasil.

Para o secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do MD, brigadeiro Ricardo Machado Vieira, o Projeto Rondon é uma oportunidade única para estudantes e professores. Segundo ele, a edição regional do projeto possibilita maior interação entre os públicos, uma vez que o meio acadêmico possui conhecimento mais profundo sobre a realidade local.

Brigadeiro Machado, secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do MD
Brigadeiro Machado, secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do MD

O professor e coordenador do projeto José Antonio Gomes da Silva explicou a uma plateia de jovens entusiastas que o Rondon busca levar conhecimento das novas técnicas e pesquisas da academia para comunidades carentes. “A partir daí, uma equipe de multiplicadores da própria comunidade fica encarregada de passar para frente o conhecimento, gerando um grande movimento nas comunidades”, ressaltou o coordenador.

O professor Jaime Rufino, da Universidade de Cuiabá (Unic), que participa pela sexta vez do Projeto Rondon, sugeriu que os alunos aproveitassem cada momento da operação: “Esse projeto vai mudar a vida de vocês”, garantiu o capitão-de-fragata.

Operação Paiaguás

Batizada de Operação Paiaguás, a edição mato-grossense do Projeto Rondon vai até o dia 23 de janeiro, contemplando as populações dos municípios de Alto Paraguai, Cáceres, Poxoréu e Santo Afonso. Participam da operação no Estado as universidades de Cuiabá (UNIC) e de Mato Grosso (UNEMAT), além do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFMT).

Fotos: Joanilson Carrasco e Rodrigo Leal (Núcleo de Comunicação Social da Paiaguás)

(MD ASCOM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *