Warning: mysqli_set_charset(): Error executing query in /var/www/html/folhamilitaronline.com.br/web/wp-includes/wp-db.php on line 792

Proteo contra armas qumicas: Brasil recebe representantes de 18 naes para integrar conhecimentos

Pas referncia na Amrica Latina graas aos conhecimentos adquiridos em grandes eventos, como a Copa do Mundo 2014 e os Jogos Olmpicos Rio 2016, o Brasil comeou a sediar, nesta segunda-feira, no Rio de Janeiro, o Exerccio de Assistncia e Proteo para Amrica Latina e Caribe (EXBRALC II 2017), que rene representantes de agncias de resposta a emergncias qumicas, de defesa civil ou de segurana de 18 pases da Amrica Latina e do Caribe.

O objetivo da atividade unir os profissionais que lidam com esse tipo de ameaa em cada pas para consolidar conhecimentos voltados assistncia e proteo da sociedade contra ameaas envolvendo produtos qumicos.

Na abertura do encontro, foi oficializada a criao do Centro Regional de Assistncia e Proteo de Armas Qumicas (CAPAQ-BRASIL), com o objetivo de permitir que o Brasil, como estado-parte integrante da Conveno para a Proibio de Armas Qumicas (CPAQ), crie mecanismos para a formao e qualificao de pessoal em cooperao com outros pases da Amrica Latina e do Caribe.

Tal medida atende solicitao da Organizao para Proibio de Armas Qumicas (OPAQ), em um trabalho feito em coordenao com a Autoridade Nacional, do Ministrio da Cincia, Tecnologia, Inovaes e Comunicaes (MCTIC) e do Ministrio das Relaes Exteriores (MRE).

O chefe de Operaes Conjuntas do Estado Maior-Conjunto das Foras Armadas, general Csar Augusto Nardi, explicou que o centro reunir as expertises das trs Foras Singulares Marinha, Exrcito e Aeronutica para contribuir com naes amigas com relao proteo contra ameaas qumicas.

Com a criao do CAPAQ, o Brasil espera ter dado um grande passo, a fim de somar a outros pases, contribuindo significativamente para a assistncia e proteo contra as armas qumicas, disse o general. A atividade do segmento de defesa, atinente rea de defesa qumica, biolgica, radiolgica e nuclear tem sido intensa, no que se refere a grandes eventos, lembrou o chefe de Operaes Conjuntas do Ministrio da Defesa.

O general Csar Augusto Nardi explicou que o centro reunir as expertises das trs Foras Singulares

A representante da OPAQ, Ditta Ciganikova, elogiou o envolvimento das autoridades brasileiras com o assunto. Gostaria de agradecer ao governo brasileiro, no s pela generosidade em propiciar adestramentos conjuntos, como tambm, em compartilhar treinamentos de aes mdicas e gesto de feridos, disse.

O chefe do Escritrio de Representao do MRE no Rio de Janeiro, Embaixador Eduardo Prisco Paraso Ramos reforou a importncia do encontro. O contnuo e firme apoio do Brasil ao fortalecimento do regime de desarmamento e no proliferao da OPAQ a busca do ideal de um mundo livre de armas de destruio em massa, afirmou.

O chefe da Assessoria Especial de Assuntos Internacionais do Ministrio da Cincia, Tecnologia, Inovaes e Comunicaes, ministro Lus Felipe Fortuna, falou sobre a importncia da cooperao do Brasil com os demais pases da Amrica Latina. A iniciativa fortalece a insero do governo brasileiro nos esforos para a integrao regional, e no estreitamento das relaes entre o Brasil e a comunidade latino-americana e caribenha, disse. Nesse caso, em especial para o desarmamento e para a no proliferao das armas qumicas, bem como assistncia e proteo nas emergncias”, afirmou o representante do MCTIC, reforando o interesse do Brasil em cooperar tecnicamente com esses pases.

Iniciado nesta segunda-feira (28), o Exerccio de Assistncia e Proteo para Amrica Latina e Caribe desenvolver diversas atividades ao longo desta semana, com o objetivo de testar, na prtica, os ensinamentos adquiridos nos cursos bsico e avanado de Assistncia e Proteo.

(MD ASCOM/ FM)

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *