Prova aérea abre campeonato mundial de pentatlo aeronáutico

Prova aérea abre campeonato mundial de pentatlo aeronáutico

Finlândia, Brasil e Equador conquistaram as primeiras posições da competição

Finlândia, Brasil e Equador conquistaram nesta-terça feira (21/10) as três primeiras colocações na prova aérea que abriu o Campeonato Mundial de Pentatlo Aeronáutico, realizado na Academia da Força Aérea (AFA). A prova consiste em navegação a baixa altura cronometrada. O objetivo é cumprir a missão passando pelos pontos determinados no mapa dentro do tempo e local previstos. O atleta atua como navegador e orienta o piloto durante todo o trajeto.

Prova aerea abre campeonato 1

A equipe da Finlândia foi a vencedora da prova aérea, com 3.315 pontos. O Capitão Mikko Honkasalo, navegador da prova, declarou que o segredo do desempenho da equipe foi um bom planejamento. “Eu tenho certeza de que nós tínhamos um excelente plano. O vento foi um pouco diferente do que tínhamos planejado e, na hora da prova, foi preciso recalcular a navegação. Porém, essa já é a segunda vez que participo dessa prova e, como sou piloto de helicóptero, uso mapas e velocidade iguais aos que foram usadas hoje. Isso facilitou”. O piloto finlandês ultrapassou os pontos de controle no tempo exato que foi determinado com a arbitragem no início da prova.

O Tenente Eduardo Duque, que foi o navegador da equipe brasileira, ficou em 2º lugar, com 3.000 pontos. Ele explica que encontrou os pontos e conseguiu cumprir os objetivos no tempo previsto. “Eu voo na área e conheço o terreno e o mapa da região, entretanto, no dia a dia, voamos a uma altitude de 7 mil pés, e hoje, a prova foi a 500 pés, isso faz diferença”, revela o atleta brasileiro.

Prova aerea abre campeonato 2

Finlândia, Brasil e Equador conquistaram nesta-terça feira (21/10) as três primeiras colocações na prova aérea que abriu o Campeonato Mundial de Pentatlo Aeronáutico, realizado na Academia da Força Aérea (AFA). A prova consiste em navegação a baixa altura cronometrada. O objetivo é cumprir a missão passando pelos pontos determinados no mapa dentro do tempo e local previstos. O atleta atua como navegador e orienta o piloto durante todo o trajeto.

Prova aerea abre campeonato 3

A equipe da Finlândia foi a vencedora da prova aérea, com 3.315 pontos. O Capitão Mikko Honkasalo, navegador da prova, declarou que o segredo do desempenho da equipe foi um bom planejamento. “Eu tenho certeza de que nós tínhamos um excelente plano. O vento foi um pouco diferente do que tínhamos planejado e, na hora da prova, foi preciso recalcular a navegação. Porém, essa já é a segunda vez que participo dessa prova e, como sou piloto de helicóptero, uso mapas e velocidade iguais aos que foram usadas hoje. Isso facilitou”. O piloto finlandês ultrapassou os pontos de controle no tempo exato que foi determinado com a arbitragem no início da prova.

O Tenente Eduardo Duque, que foi o navegador da equipe brasileira, ficou em 2º lugar, com 3.000 pontos. Ele explica que encontrou os pontos e conseguiu cumprir os objetivos no tempo previsto. “Eu voo na área e conheço o terreno e o mapa da região, entretanto, no dia a dia, voamos a uma altitude de 7 mil pés, e hoje, a prova foi a 500 pés, isso faz diferença”, revela o atleta brasileiro.

Confira no vídeo como funciona a prova aérea e a tecnologia de traqueamento:

(CECOMSAER/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *