Rio 2016: Apoiado pelo Forças no Esporte, atleta do Exército está na maratona olímpica

Rio 2016: Apoiado pelo Forças no Esporte, atleta do Exército está na maratona olímpica

Brasília, 17/08/2016 – O terceiro sargento do Exército, Paulo Roberto de Almeida Paula, participará neste domingo (21), pela manhã, da maratona olímpica dos Jogos Rio 2016. O atleta militar, que faz parte da equipe de Alto Rendimento das Forças Armadas, foi apoiado no início da carreira pelo Programa Segundo Tempo – Forças no Esporte (Profesp), no 71º Batalhão de Infantaria Motorizado, em Garanhuns (PE). O sargento Paulo Roberto esteve hoje (17) em Brasília onde se encontrou com crianças do Profesp, no Clube dos Subtenentes e Sargentos do Exército (Clube do Rocha).

Sargento Paulo Roberto encontrou-se em Brasília com as crianças do Profesp
Sargento Paulo Roberto encontrou-se em Brasília com as crianças do Profesp

“No Profesp, eu tive ajuda que precisava para iniciar a minha carreira. Eu tenho o maior prazer de estar aqui com essas crianças, que poderão ser atletas nas futuras Olimpíadas. Faço questão de agradecer este belo trabalho social do Ministério da Defesa”, comentou o atleta militar. O sargento Paulo Roberto foi 8º colocado na maratona nas Olimpíadas de Londres em 2012, e a expectativa é obter uma boa colocação na maratona do próximo domingo.

O secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do Ministério da Defesa, brigadeiro Ricardo Machado Vieira,  participou do encontro e disse que o Profesp é um programa de grande sucesso e que a intenção é ampliá-lo. “Hoje já temos atletas de alto rendimento oriundos do Forças no Esporte, que atende crianças de 6 a 18 anos, em situação de vulnerabilidade social, em organizações militares da Marinha, Exército e Aeronáutica”, afirmou.

Brigadeiro Machado ao lado dos atletas Joseias e sargento Paulo Roberto
Brigadeiro Machado ao lado dos atletas Joseias e sargento Paulo Roberto

O brigadeiro Machado ainda destacou que o Profesp pode descobrir grandes talentos esportivos. “Já temos exemplos nas Forças Armadas de jovens hoje incorporados ao Programa de Alto Rendimento que são sargentos temporários. Estamos sempre atentos no Profesp a identificar meninos e meninas com potencial esportivo e que mereça ser desenvolvido.”

No Clube do Rocha, cerca de 800 alunos de escolas públicas das cidades satélites do Paranoá e Itapuã participam das atividades esportivas e educacionais, em dois turnos (manhã e tarde). As crianças ainda recebem café da manhã, almoço e lanche.

Exemplos de Promessas

"Eu gosto muito do projeto porque tem muita educação física", disse Davi
“Eu gosto muito do projeto porque tem muita educação física”, disse Davi

Uma das grandes promessas do atletismo e que também participou do Profesp, é Joseias Ferreira das Chagas. O estudante ingressou na corrida aos 10 anos de idade, a convite do professor do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília, Antônio Carlos de Miranda, que observou o potencial do garoto para o atletismo.Entre os títulos que conquistou estão: 1⁰ lugar no Circuito Caixa Corrida de rua (5 km), em Goiânia, e na Corrida da Paz (4 km), em Brasília, em 2014; e a segunda colocação no Circuito Brasília de corrida de rua (5 km), em 2015.

Joseias, de 18 anos, vivenciou em maio, a emoção de carregar a Chama Olímpica, na cidade de Morrinhos (GO). “Estou quase ingressando no Programa de Alto Rendimento e só tenho a agradecer ao Grupamento de Fuzileiros Navais e Forças no Esporte que me deu essa oportunidade única”,

O aluno Davi Ferreira da Silva, matriculado na Escola Classe 03 do Paranoá, participa do Profesp desde o ano passado. “Eu gosto muito do projeto porque tem muita educação física para brincar e futebol”, disse Davi, de 11 anos.

O Programa

O Profesp é um programa social coordenado pelo Ministério da Defesa, em parceria com os Ministérios do Esporte e do Desenvolvimento Social e Agrário, e com o apoio das Forças Armadas. O programa oferece a cerca de 20 mil alunos matriculados na rede pública de ensino, práticas esportivas e educacionais nos contraturnos escolares. São oferecidas oficinas de artes, música e reforço escola, além de aulas de capoeira, voleibol, futsal, basquetebol, natação, atletismo, futebol, tênis, entre outros.

Apoiado pelo Forcas 4

Embora não seja a função principal do Profesp, tem sido comum o surgimento de jovens com potencial para se tornarem atletas. Como é o caso da estudante Fernanda de Moura (15 anos), de Brasília, destaque no atletismo, e da jovem Gabriela Távora Propodoski, descoberta no programa e que passou a fazer parte do Projeto Olímpico da Marinha, no Levantamento de Peso.

O programa, que é aplicado em 89 cidades de 26 estados, também contribui para a diminuição da exposição das crianças aos riscos sociais, assegurando o exercício da cidadania.

Fotos: Tereza Sobreira/MD

(MD ASCOM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *