Rio 2016: Ministro da Defesa conhece o Centro Olímpico de Hipismo, em Deodoro

Rio 2016: Ministro da Defesa conhece o Centro Olímpico de Hipismo, em Deodoro

Rio de Janeiro, 11/08/2016 – O ministro da Defesa, Raul Jungmann, conheceu as instalações do Centro Olímpico de Hipismo e o Parque Radial, em Deodoro. Acompanhado do coordenador geral de Defesa de Área (CGDA) e comandante Militar do Leste (CML), general Fernando Azevedo, e do comandante da 1ª Divisão de Exército (DE), e coordenador de Defesa Setorial (CDS-Deodoro), general Luiz Eduardo Ramos, Jungmann esteve no local e garantiu que as instalações são seguras.

Na chegada ao Centro de Hipismo, o ministro foi recebido pela gerente geral da instalação, Erica Sportiello, e pelo gerente de competições, Ataíde Pereira
Na chegada ao Centro de Hipismo, o ministro foi recebido pela gerente geral da instalação, Erica Sportiello, e pelo gerente de competições, Ataíde Pereira

“Eu vim aqui para dizer isso. Esse é um dos locais mais seguros”, afirmou o ministro ao ser abordado por jornalistas na entrada do centro de hipismo. Nos últimos dias, a imprensa noticiou três incidentes ocorridos na região.  No sábado (06) e ontem (10), foram encontrados projéteis de arma de fogo. Na noite da última terça-feira (09), um ônibus que transportava jornalistas e voluntários dos Jogos Olímpicos Rio 2016 foi atingido por pedras.

Na chegada ao Centro de Hipismo, o ministro foi recebido pela gerente geral da instalação, Erica Sportiello, e pelo gerente de competições, Ataíde Pereira. Jungmann esteve nas imediações dos estábulos e conheceu também as áreas de treinamento e adestramentos dos cavalos.

O ministro esteve no Parque Radical, onde estão sendo realizadas competições de canoagem slalon, mountain bike e BMX.
O ministro esteve no Parque Radical, onde estão sendo realizadas competições de canoagem slalon, mountain bike e BMX.

Durante o percurso, a gerente Erica Sportiello, explicou ao ministro que as instalações brasileiras são diferem das demais cidades onde ocorreram os Jogos Olímpicos em função da proximidade dos setores. No Rio, os prédios estão num raio de 500 metros, o que favorece a logística.

Entrevista

Durante a permanência em Deodoro, o ministro conversou com jornalistas em três momentos. Ele explicou que o nível de decisão aqui dos eixos de defesa, segurança e inteligência “conta com a participação dos três ministros e todas as demais agências também, para a tomada de uma série de providências”.

Ministro da Defesa conhece 3E prosseguiu: “Ainda durante a madrugada, o Exército apoiou a formação de barreiras para que não acontecessem evasões. A abordagem era feita pela Força Nacional de Segurança, e o Batalhão de Operações Especiais, assim que o dia clareou, não pode ser feito, obviamente, durante a noite, fez, então, um processo de vasculhagem, digamos assim, em busca dos responsáveis”, disse o ministro ao comentar operação das forças de segurança, nesta quinta-feira (11), na Vila do João, onde uma viatura da Força Nacional de Segurança foi metralhada na noite anterior.

“A essa hora essa operação deve ter se concluído e nós estamos adotando outras medidas em termos de inteligência, em termos de informação. Estamos fazendo o fortalecimento das principais vias, desdobrando os efetivos, estamos ampliando os chamados pontos fortes – onde você tem os blindados, o pessoal fixo trabalhando”, garante o ministro.

“Já levantamos todos os pontos de eventuais conflitos ou possibilidades de recorrências do que aconteceu com aquele ônibus da imprensa. Toda a via está sendo reforçada e nós estamos, portanto, assegurando tanto os acessos – aquela parte de baixo onde aconteceram dois incidentes – como a parte de cima”, disse.

Com relação as cápsulas de balas encontrada na região do centro de hipismo, o ministro contou que na região há em torno de cinco ou seis estandes de tiro. “Então, o encontro de uma cápsula, de um projétil, absolutamente quer dizer que ele tenha sido disparado ou tenha tido algum tipo de impacto. Esse foi o esclarecimento. Tanto é fato que nós aqui temos segurança e tranquilidade que eu fiz questão de vir pra cá e estar aqui presente, porque me sinto seguro aqui e absolutamente tranquilo. No mais, é torcer para que este soldado que foi alcançado e se encontra na UTI consiga sobreviver a esse muito infeliz acontecimento”, afirmou.

Parque radical

Do Centro de Hipismo, o ministro esteve no Parque Radical, onde estão sendo realizadas competições de canoagem slalon, mountain bike e BMX.  Ciceroneado por Alexandre Pimenta, Jungmann percorreu os três parques olímpicos.  No começo da noite, ele deixou o local.

Foto: Felipe Barra/MD

(MD ASCOM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *