Rondon leva 250 universitários para Alagoas

Rondon leva 250 universitários para Alagoas

A Operação Palmares, do Projeto Rondon, teve início no sábado (14), em Alagoas, com a participação de 250 universitários de diversas Instituições de Ensino Superior (IES) do país. Eles participaram de solenidade militar no 59º Batalhão de Infantaria Motorizado (BIMtz).

esta imagem não possui descrição

O evento contou com a presença de oficiais-generais das três Forças, entre outras autoridades militares e civis. Durante a cerimônia, o comandante militar do Nordeste, general de Exército Artur da Costa Moura, falou sobre a atuação desta Força no país; o coordenador da Operação Palmares, coronel Alexandre Teixeira Camilo, fez um histórico do projeto; e o secretário executivo adjunto do Ministério da Educação, Felipe Sigollo, destacou alguns dados sobre a situação da educação no estado de Alagoas.

No domingo (15), os estudantes foram deslocados para os 12 municípios onde vão atuar durante duas semanas. São eles: Belém, Cacimbinhas, Chã Preta, Coité do Nóia, Jequié da Praia, Joaquim Gomes, Novo Lino, Olivença, Porto de Pedras, Quebrangulo, Roteiro e São José da Laje.

Daniela Dal-Bó é estudante de Nutrição do Centro Universitário do Espírito Santo, em Colatina. Ela foi encaminhada para o município de Cacimbinhas e disse que “é um sonho participar desse projeto. Nós vamos levar um pouco de conhecimento para tentar melhorar a vida das pessoas. Vamos ensinar como aproveitar os alimentos de forma integral, diminuindo o desperdício, e, também, realizar diversas atividades com os moradores como o treinamento funcional”, ressaltou.

esta imagem não possui descrição

Para Emanuela Pardini, que também foi para Cacimbinhas, a experiência representa “crescimento profissional, além de poder conhecer outras culturas e passar um pouco do nosso conhecimento. Vamos mapear as vias e falar sobre a relação custo e benefício dos tipos de pavimentos, enfim, especificar sobre a estrutura viária do município”, destacou. Ela cursa Engenharia de Mobilidade na Universidade Federal de Itajubá, em Itabira (MG).

esta imagem não possui descrição

Outro rondonista, Gabriel Sebben Tadiello vai trabalhar com sua equipe mediação de conflitos na escola, direitos das crianças e dos adolescente e cultura da paz, entre outras. “Preparamos cerca de 20 oficinas para ministrar no município de Coité do Nóia”, informou. ele estuda Relações Internacionais na Universidade do Sul de Santa Catarina, localizada no município de Tubarão.

A Operação Palmares ocorre em municípios do estado com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Cada localidade vai receber cerca de 20 voluntários de duas IES. Os estudantes vão desenvolver ações relacionadas com a melhoria do bem-estar social, bem como oferecer capacitação em gestão pública.

Suporte

“O planejamento do projeto começa com um ano de antecedência quando entramos em contato com os municípios e analisamos as propostas apresentadas pelas universidades”, explicou o secretário de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto do Ministério da Defesa, brigadeiro Ricardo Machado Vieira.

esta imagem não possui descrição

Para participar do projeto, os estudantes foram transportados para Maceió por diversos aviões da Força Aérea Brasileira (FAB), como o Boeing 767, o C-95 Bandeirante, o C-97 Brasília e o C-99. O 59º BIMtz oferece suporte ao projeto por meio de fornecimento de pessoal e logística. Toda a ação é coordenada pelo Ministério da Defesa.

Fotos: Cabo André Feitosa / FAB

(MD Ascom/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *