SecCTM promove o II Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação Marinha do Brasil/Petrobras

SecCTM promove o II Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação Marinha do Brasil/Petrobras

A Marinha do Brasil, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação da Marinha (SecCTM), realizou no dia 26 de julho, no auditório do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (CENPES) da Petrobras, na Ilha do Fundão, no Rio de Janeiro (RJ), o II Workshop de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) Marinha do Brasil/Petrobras.

Contra-Almirante (RM1) Paulo Roberto durante a abertura do evento
Contra-Almirante (RM1) Paulo Roberto durante a abertura do evento

A abertura do evento foi realizada pelo Subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação da Marinha do Brasil, Contra-Almirante Paulo Roberto, e pelo Gerente de Relacionamento com a Comunidade de Ciência e Tecnologia do CENPES/PETROBRAS, Eduardo Fernando Gomes dos Santos.

O workshop contou com a participação de 56 representantes do Corpo Técnico das diversas áreas de pesquisa do CENPES e 29 representantes das Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICT) da Marinha, subordinadas à SecCTM, dentre elas: o Centro de Análises de Sistemas Navais (CASNAV), o Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM) e o Instituto de Pesquisas de Marinha (IPqM); e das tecnicamente vinculadas à Secretaria: Instituto de Pesquisas Biomédicas do Hospital Naval Marcílio Dias (IPB/HMND), Escola de Guerra Naval (EGN), Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP), Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), Laboratório Farmacêutico da Marinha (LFM); Centro Tecnológico do Corpo de Fuzileiros Navais (CTecCFN) e Núcleo do Escritório de Desenvolvimento Tecnológico-Industrial (NuEDTI), além dos Núcleos dos Escritórios de CT&I da Marinha na Universidade Federal Fluminense (UFF) e na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), bem como da Empresa Gerencial de Projetos Navais (EMGEPRON).

O workshop teve o propósito de promover o conhecimento mútuo das capacidades das organizações participantes, visando ao estabelecimento de parcerias para a execução de atividades de CT&I, e abordou temas de interesse do público-alvo, como: sistemas inerciais (projeto laboratório de sistemas inerciais); acústica e comunicações submarinas; biotecnologia marinha; oceanografia (previsão e monitoramento oceanográficos); materiais; bioprodutos; geofísica; química; simulação (segurança marítima e operacional de atividades petrolíferas marítimas); e comunicações e sensoriamento da massa líquida (programa de defesa de plataformas petrolíferas).

Merece destaque a possibilidade de emprego de simulações associadas às plataformas de petróleo, apresentadas pelo representante da EGN, com o apoio da equipe de modelagem e de simulação do CASNAV, inicialmente com o desenvolvimento de jogos focados em monitoramento ambiental submarino, bem como em defesa e em segurança. Também foram discutidas as relações com o desenvolvimento do Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SisGAAz).

Como resultado parcial, verificou-se o interesse dos pesquisadores do CENPES em iniciar negociações com o CTMSP sobre a utilização das unidades de medida inercial para avaliação de esforços dinâmicos nas plataformas de petróleo. Para a área de acústica submarina, o evento permitiu uma maior aproximação das equipes do CTMSP, do IPqM e do CENPES, evoluindo para tratativas sobre tecnologias críticas de interesse mútuo.

Por meio do ambiente de pesquisa e inovação proporcionado pelo evento, ao reunir uma ampla variedade de ideias e de propostas, discutidas no período de debates, a equipe de modelagem e de simulação do CASNAV abordou o tema desenvolvimento de simuladores de passadiço na Marinha do Brasil, momento em que o representante da EMGEPRON manifestou interesse em dar prosseguimento a um acordo de cooperação comercial com o CASNAV, visando possibilitar a eventual comercialização do simulador de passadiço para órgãos extra Marinha interessados, como o CENPES.

(CCSM/ FM)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *